quinta-feira, 3 de setembro de 2009

A ciência não se corrige II

O Luciano insiste que a ciência não se corrige. Que é errado dizer que a ciência se corrige. Que isso é mania de leitores de Sagan, Dawkins, etc.

Por isso, leitores de divulgação cientifica:

É errado dizer:
- que o gelo se derrete
- que a agua molha
- que o iodo volatiza-se
- que o pavio se consome
- que o Luciano se corrige.

Porque isso implica um argumento de objectivo próprio da coisa, como se o quisesse fazer. Ou tivesse intencionalidade. Chamam-lhe teleologia ou uma coisa do género.

E o gelo derrete-se por influencia externa, e a agua molha por natureza directa o pavio se consome se houver fogo e o Luciano não se corrige.E a ciência corrige-se por acção externa. Por acção dos cientistas (ou interna se eles fizerem parte da ciencia como é justo, mas não discuto isso, é secundário). Não confundir com as situações acima.

Para compreender melhor a questão, ver aqui:
http://cronicadaciencia.blogspot.com/2009/08/ciencia-nao-se-corrige.html

Update:
O Luciano diz que a analogia não é valida. Que ele ao corrigir-se não está a AUTOMÁTICAMENTE a corrigir a administração a que pertence.

Eu acho que isso depende do que é que ele se está a corrigir. Respondi-lhe isto:

Sim, a administração não existe. O que voce fizer e disser não tem implicações para a administração. Bravo.
Daqui a nada temos os primeiros ministros a dizer que não estão a governar o país que quem governa é o governo. E eles não são o governo, apenas fazem parte dele. O governo não erra, eles é que podem errar. Mas o governo esta bem e não erra.
Onde é que vai dar a tua argumentação? A uma dissociação total entre o todo e as partes? A que nenuma generalização seja possivel fazer? A que ninguem seja responsavel por nada?

Update 2:
Só escrevo estas coisas porque me avisaram que ele costuma apagar comentários. Mas se calhar ja chega.
Enviar um comentário