terça-feira, 8 de setembro de 2009

Teorias da Conspiração.

Este é um blogue sobre ciência. Porque é que havia de perder tempo a escrever sobre teorias da conspiração? Penso que há duas boas razões. Primeiro, uma teoria da conspiração é muitas vezes o oposto de uma teoria cientifica no que respeita aos principios de simplicidade e lógica. A segunda, é que começam a haver teorias da conspiração que se dirigem directamente à ciencia, como há acerca do aquecimento global ou do materialismo.

Em resumo, uma teoria da conspiração, é uma teoria que explica algo baseado numa conspiração. Portanto, quem conhece minimamente a história da nossa civilização, sabe que elas explicam milhentas coisas. Conspirar tornou-se uma coisa tão vulgar que há uma tendencia para acreditar numa explicação só porque ela pressupõe uma conspiração.

Mas estas teorias da conspiração que estou a falar têm vulgarmente uma caracteristica que as denuncia. Que é a falta de simplicidade. Têm uma data de pressupostos incriveis que as tornam implausiveis. Normamente pressupoem uma quantidade anormal de gente envolvida ( o que é uma maneira má de conspirar), têm todas as evidencias conhecidas contra elas, são extremamente intrincadas para conseguir por lógica nos factos conhecidos (o que normalmente não conseguem), e finalmente... Não são testaveis.

Por exemplo no 11 de Setembro. Será que é mais plausivel acreditar que as torres cairam por causa do impacto e da explosão do combustivel ou que um grupo de homens, altamente especializado, conseguiu colocar milhares de cargas em locais extremamente estratégicos das torres, com milhares de fios à mistura e depois mascarar tudo atirando dois aviões comerciais para cima delas? Sim, não fosse alguem suspeitar de alguma coisa. Atira-se um avião lá para cima e ninguem vai perceber que foi tudo combinado. 


Enviar um comentário