sexta-feira, 19 de junho de 2009

Simon Singh vs B.C.A. update. As evidencias da Quiropratica.

15 meses atrás a BCA ( Associação Britânica de Quiropratica) processou o jornalista de ciências e licenciado em física Simon Singh por difamação. Simon Singh foi considerado culpado (1), porque segundo o Juiz, o termo "bogus" com que Singh adjectivou esta prática, implicava que os chiropráticos teriam consciência de estar aconselhar tratamentos sem suporte cientifico nenhum. Simon Singh disse que não era essa a sua intenção, que era apenas de dizer que a chiropratica não funcionava e que não tinha provas a seu favor.

Simon Singh recentemente deu a conhecer que ia apelar da sentença(2). E passados 15 meses, a BCA avança pela primeira vez com a apresentação de um conjunto de artigos (3) que diz representarem prova de que a Quiroprática tem base cientifica.

Ainda não vi os artigos um por um, mas já li que foram despedaçados pelos bloggers mais sépticos. O que eu notei logo, assim que li a lista, (o que foi pena só ter sido hoje), é que quase todos os artigos foram publicados em revistas ou jornais do ramo.

Como disse aquando fiz a revisão do que era a quiroprática(4), era de esperar que quando se fazem alegações de algo que não é cientificamente plausivel e se encontra provas reproduciveis disso, que se faça a publicação em grandes revistas cientificas e com rankings elevados. Vá lá! A fama e a glória eram garantidas. Isto é, se não há marosca nos estudos.

O Journal of manipulative physiology and therapeutics, o Journal of complementary and alternative medicine, o Journal of american Osteopathic association, são todos nomes de levantar alguma cautela. Porquê? Então toda a evidência que há a favor da quirópratica foi publicada quase apenas em jornais de medicinas alternativas (4 exepções nos 29 casos apresentados)? Em ciência há suporte mutuo das diversas areas com a medicina e dentro da própria medicina (cientifica). Tem de haver alguma interdisciplinaridade e os fundamentos de novas práticas têm de ser provados no seio do conhecimento cientifico vigente. Ou então temos o caminho aberto para a situação que escarneci ontem (5).

Ha! E tem uma Cochrane review. O que diz? Que a evidencia para o tratamento da enurese é fraca. Até me surpreende que esteja na lista.

E depois, la estão as alegações de tratar cólicas, tratar otites em crianças, tratar a asma e até enurese... Tudo coisas que os "bons quirópraticos" nunca dizem que tratam, que são apenas algo como massagistas ultra-especilizados que não ultrapasssam determinadas competências.

Afinal a BCA, e tinha lido o contrário, pertence mesmo ao ramo da quiroprática que não funciona. Será que existem realmente os tais quiropráticos que se ficam pelas massagens e actuam em consonância com os médicos? Eu espero que sim, mas então repito a pergunta: Porque se identificam com esse nome? Assim nem críticos nem pacientes os conseguem distinguir. E isso faz-me pensar que se calhar também há mais aqui do que o que parece.

Neste momento, começa-me a parecer que o processo se esta a virar contra quem o originou, porque para além das acusações de boicotar a liberdade de critica na ciencia, que atingem também o sistema Inglês, começa a vasculhar-se muito na pseudociencia. E quanto mais se vasculha na pseudociencia mais obvio é que de uma pseudociencia se trata.

(1) Simon Singh perde para a BCA: http://cronicadaciencia.blogspot.com/2009/05/nao-denunciem-ou-nos-processamos.html

(2)Acerca do apelo da sentença: http://cronicadaciencia.blogspot.com/2009/06/liberdade-de-ciencia.html

(3) provas apresentadas pela BCA: http://www.chiropractic-uk.co.uk/gfx/uploads/textbox/Singh/BCA%20Statement%20170609.pdf

(4) revisão breve sobre Quiroprática: http://cronicadaciencia.blogspot.com/2009/05/quiropratica.html

(5) http://cronicadaciencia.blogspot.com/2009/06/peer-review.html

Enviar um comentário