sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Autohemoterapia - fracas (muito fracas) evidências para tão grandes alegações.

A auto-hemoterapia é a prática supostamente médica de usar o próprio sangue de um paciente para o tratar, tirando 10 a 20ml de uma veia e depois administrando via intra-muscular.

Não só isto não faz sentido como não existem artigos rigorosos e metodologicamente correctos a sugerir que isto funcione mesmo que seja por algum mecanismo mal compreendido. Foi a conclusão a que cheguei (1) quando pesquisei para escrever a primeira vez sobre o assunto no blogue e foi a conclusão a que chegou o Dr Leandro (2) no seu blog.

Em defesa da auto-hemoterapia, o Joel Martini de Campos, que suponho já ter sido aqui comentador também, avança com 2 links. Só li aindacompletamente o primeiro, o que já justifica este post. 

É um artigo de 1940, que diz ter sido publicado na revista Brasil-cirurgico por Jésse Teixeira. É logo mau sinal ser um artigo tão antigo a aparecer numa pequena lista como suporte de uma pratica médica que alega servir para tanta coisa. Normalmente artigos de 1950 para trás so servem para dizer em que ano se descobriu determinada coisa, não para sustentar a sua pratica clínica nos dias de hoje. Mas pelos vistos os auto-hemoterapicos não têm muito melhor para apresentar.

E a leitura do artigo revela logo uma serie de problemas. Nos dias de hoje não seria aceite nem como trabalho de faculdade do primeiro ano.

 - Esta extremamente mal citado. Não há referencias para lá do nome próprio e apelido de quem diz o que.

 - As conclusões que tira estão fora do ambito do tema principal do artigo - o que mostra que não foi desenhado para esse fim.

 - Não é um estudo com controle com placebo.

 - Não é um estudo cego em que nem paciente nem médico sabe o que está a administrar no tratamento. É importante para afastar tentativas de fraude, contornar o efeito placebo além da tendencia natural humana para confirmação positiva (confirmation bias).

Isto seria na melhor das hipoteses um artigo se screening em que a conclusão seria que são precisos mais estudos. Mas estamos em 2011 e ainda é apresentado como prova. Prova de que é treta, só pode.

Faz afirmações como "foi muito mais rápido do que se não se tivesse usado auto-hemoterapia". Mais rápido comparado com que? Placebo? Não. Tratamento normal? Também não sabemos, não há qualquer espécie de controle. Como foi a evolução ao longo dos dias? Também não sabemos. 

O segundo link vai dar aqui (3). E para além da noticia linda de um apresentador de televisão que cura um paciente com cancro. Tem mais uns 10 artigos. Muito pouco. Segui o primeiro (4) porque era de veterinária.

É o artigo sobre um caso único, de uma época em que ainda não se sabia que o tumor venereo transmissivel ou Sarcoma de Sticker era causado por um virus - ou pelo menos o artigo não menciona isso - e em que diz que se fez auto-hemoterapia antes de se aplicar um tratamento que se sabe ser extremamente eficaz.

Diz que depois da auto-hemoterapia o tumor diminuiu de tamanho - não diz quanto - e deixou de sangrar. É possivel que tenha deixado de sangrar... Mas isto é quase a definição de "confirmation bias". Pequenas coisas que servem para confirmar algo como positivo. É uma tendencia natural humana. E chama-se a este tipo de estudos evidência anedótica. (um caso, sem controle, não cego, poucas alterações consideradas como sucesso).

Não li mais. Mas suponho que são todos assim. Não servem para provar uma area nova na medicina.

Grandes afirmações requerem grandes provas. É preciso explicar porque? 

PS: O autor original teve de fechar os comentários. Qualquer tentativa de SPAM, sob qualquer aspecto, será como outras vezes, apagada. Para deixar opinião não é preciso escrever 1000 vezes a mesma coisa. Isso não a torna verdade. Quem quiser um "blogue" para escrever sobre os mesmos assuntos que faça um, se quiserem eu até ajudo a começar (conheço o Blogger, não é?), mas na realidade é muito fácil.

(2)http://leonardof.med.br/2010/07/07/auto-hemoterapia-nao-tem-comprovacao-cientifica/
(3)http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia.htm#TOPO
(4)http://www.rnsites.com.br/Auto-Hemoterapia-cadela.pdf

73 comentários:

Igor Santos disse...

"Prova de que é treta, só pode."
Excelente. Não teria escrito melhor eu mesmo.

Pena que cairá em olhos cegos de fúria contra a sua pessoa. Os crentes da AHT são estranhamente irascíveis.

olivares disse...

Desculpe, enviei comentário (creio que menos eivado de animosidade que o previsto pelo outro comentarista - ao post errado. Envio ao certo agora, se me permitir:
O senhor faz análise fria e precisa dos fatos então observados pelo senhor para dar seu veredicto sobre a terapia em comento.
Mas para um exame mais profundo do assunto, é necessário que se sigam os rastros do passado.
A auto-hemoterapia deriva de um processo clínico inventado século atrás denominado Proteinoterapia. Tal processo era aplicado da seguinte forma: Objetivando uma passageira leucocitose, e em conseqüência seus efeitos positivos, injetavam-se proteínas num músculo do paciente. Esta proteína podia ser leite, soro, albuminas etc. Referenda a existência deste processo, diversos livros de Medicina de então. Em determinado momento, que ao que me parece, foi na França de 1905, um médico/cientista, com seus conhecimentos e limitações, descobriu que a proteína mais segura e de fácil obtenção seria o próprio sangue do paciente. Daí então surgiu a AUTO-HEMOTERAPIA.
Esta, por sua simplicidade e eficácia, substituiu na prática médica, a proteinoterapia e suas variantes.A Auto-Hemoterapia foi então prescrita e usada regularmente, até que surgiram os antibióticos, que levaram ao abandono de tal procedimento. Não vou tecer comentários sobre os motivos de abandonarem a AH, posto que ainda nos anos 70, aqui no Brasil, antibióticos custavam muito caro, enquanto que a AH, mesmo restrita aos consultórios de médicos “das antigas”, custava pouco mais que o serviço do aplicador.
Também não vou tecer comentários sobre os muito denunciados esquemas de propinas pagas aos médicos, seja pelos laboratórios que verificam o receita de seus produtos, cuja paga são viagens e estadias à paraísos turísticos a guisa seminários, congressos e que tais ou mesmo reformas de consultórios, seja pelas farmácias pela indicação destas aos clientes.
Vamos nos ater à AH propriamente... O berço da AH não foi de todo abandonado não. Está ressurgindo do passado, nas mãos dos pesquisadores da FIOCRUZ,USP e UFRJ, que produziram uma vacina denominada ZIMDUCK. Pesquisada há 15 anos, recentes, desde 1995, esta vacina usa leite como matéria prima única, que injetado no músculo do paciente, semanalmente, estimula o seu Sistema Imunológico. Resulta nos mesmos efeitos alegados por quem receita e recebe a Auto-Hemoterapia.
Mas a Ah não tem somente estes indícios não. Está registrada na FIOCRUZ de 1918, onde é consignada a sua eficácia na gripe espanhola, e na FIOCRUZ e agora, onde existem estudos recentes na área da Veterinária. Aliás, em Veterinária este tratamento é amplamente estudado e largamente empregado.
Olivares Rocha
Continua...

olivares disse...

continuação:
Mas voltemos aos homens. Venais ou não.
Doutra feita, está a AH registrada no PUBMED, onde existem alguns pesquisas sobre a Ah aqui discutida ( no campo de busca digitem AUTOHEMOTHERAPY – O solitário autor do único parecer que “embasou” a proibição da AH – exclusividade brasileira pelo que me consta, não sabia desta grafia, suponho, pois no mês que dedicou a este ofício, nem menciona estes estudos) e que este mesmo PUBMED classifica toda e qualquer utilização de sangue autólogo no doente, como autohemotherapy.
Acho este raciocínio até lógico, afinal, se diversos tratamentos coletam o sangue do paciente, manipulam-no ou não, e o injetam de volta no seu paciente/doador, por que não grafá-las desta forma? Auto (de si mesmo) Hemo (sangue) terapia (tratamento)????
Todas as auto-hemoterapias estão hoje validadas e devidamente autorizadas, rendendo o seu justo quinhão de lucro aos seus proponentes aplicadores. Somente a simples e extremamente barata AH aqui debatida segue proibida. Não entendem os médicos que a prescreveram durante décadas, seus inúmeros pacientes, os usuários voluntários da terapia, seja antes ou depois de sua sinistra e questionável proibição, quais os meandros patológicos, orgânico, químico ou quimérico que faz com que o sangue asséptico, puro ou composto, íntegro ou parcial, injetado na coluna, olhos ou lesões ortopédicas e ortodônticas do doador seria salutar, mas este mesmo sangue asséptico, puro e íntegro, injetado num simples músculo, seria inútil, perigoso e até mesmo mortal...
Não entendem, se de fato a Ah aqui descrita fosse tão danosa, por que não se sabe de mortes ou danos sérios em quem sofre simples hematoma....
Não entendem por que não há sequer UM registro destes tão temíveis danos, rejeições, infecções, criações de anticorpos que agiriam contra o próprio sangue do doador, e tantos outros efeitos negativos que alegam as nossas autoridades serem causados pela AH.
Não entendem por que a AH é autorizada em Veterinária, onde animais de alto valor comercial recebem este tratamento como curativo ou como preventivo...
Não entendem como a Ah pode ser proibida somente aqui, enquanto é liberada há décadas em vários países, como Alemanha, México e tantos outros...
Olivares Rocha
Continua...

olivares disse...

continuaão:
Não entendem como pode ser a AH nociva se todo o trabalho científico perscrutor de seus efeitos, sempre referenda seus benfazejos efeitos, não apontando sequer um efeito negativo, ainda que sempre apontem para a necessidade de mais pesquisas...(Recentemente um pesquisador da UFRJ teve seu projeto de pesquisas sobre a AH boicotado pela diretoria daquela instituição. A mesma proibição de tapetão emperram as pesquisas da vacina ZIMDUCK)
Ora, se tão nocivo os efeitos da AH, por que os cientistas que os examinaram nunca apontaram seus malefícios? Por que não há um registro sequer destes nos ditos órgãos de saúde brasileiros e mesmo nos dos outros países? Por que a AH foi placidamente receitada por médicos no Brasil durante décadas sem que as autoridades a proibissem?
É, realmente existem muitas evidências fracas ... Mas não na sua eficácia, mas nos motivos que levaram as autoridades a banirem este tratamento sem ao menos fomentarem sequer um estudo mais aprofundado.
Da minha parte tudo que posso falar deste tratamento resume-se em uma frase: Saúde gratuita!
Olivares Rocha
continua...

Igor Santos disse...

Ih, começou...

"não há sequer UM registro destes tão temíveis danos"
Fontes? Ah é, tudo que eles dizem é gospel e nós é que precisamos provar o contrário.

Igor Santos disse...

Começa com: "creio que menos eivado de animosidade que o previsto pelo outro comentarista".
Mas na sequência termina chorando que o Clube Cético fechou o fórum, insinuando talvez, 'medo da verdade'.
Sem dúvida fizeram o mesmo que eu e fecharam por não gostarem de flooders que fazem muito pouco da vida (apesar de se dizerem funcionários do governo) além de vomitar parágrafos e mais parágrafos em blogues.

Olivares, mais uma vez, você é um exemplo de inconsistência.

olivares disse...

Sobre car~encias de denúncias, Igor, acho que deve consultar o CFM, ANVISA e demais órgãos. Os seus representantes foram à público e atestaram que não existem tais provas... Se informe melhor...

olivares disse...

Sobre O blgo cético, creia, não choramingo não. Aliás, nem eles, pois com meus comentários o site saiu de 2000 visitas em 2 anos para 12600 de 2008 até hoje... Somente constatei um fato, se é que entende disso, pois parece mais uma matraca que gosta de argumentar, sempre se baseando no que os outros pensam (desde que estes façam parte da maioria, claro). De qualquer forma, não me sentirei discriminado pelo dono deste blog que está desde ja livre para apagar e restringir comentários de minha lavra. Liberdade que ele já tem, por certo...

olivares disse...

Comentários feitos, declino de entrar em "debate" tão pouco construtivo quanto o proposto pelo Igor, que insiste em atacar-me e ao que acha ser ponto fraco dos fatos aqui apresentados... Não quero provar nada nem convencer ninguém de nada. Só apresentei fatos. Quem duvidar que os averigue ou os ignore... Fica ao critério de cada consciência. A minha está tranquila e saudável...
A Ah está ai, virar as costas ao fato de que está se disseminando, de que estão dela colhendo efeitos positivos, de que é praticada em veterinária, de que é copiada, de que existem provas de sua hitória clínica, antiga e recente, de que não existem provas contra ela, a não ser o fato de estar ela proibida, com base tão somente na carência de estudos modernos, que por outra, nossas autoridades não demonstram sequer tentar fomentá-los, nem que fosse para provar de vez para a população que existiriam estes quiméricos efeitos nocivos que estas mesmas autoridades bradam.
De qualquer forma, saliento que a plausibilidade de algo deve ser sempre norteada não pelas aparências mas pela averiguação científica. Asim fez Fleming quando deparou-se com bolor em seus experimentos...
Se aparência contasse, não teríamos lipoaspiração, implante de órgãos alheios e tantos outros procedimentos médicos que antes de sua massificação e mesmo antes de seu oficial reconhecimento científico, era repudiado até pela classe médica... Para todo tipo de aparência, existe a Ciência...A verdadeira Ciência...

olivares disse...

último comentário meu que deve ter sido apagado por ter links:
Não entendem como pode ser a AH nociva se todo o trabalho científico perscrutor de seus efeitos, sempre referenda seus benfazejos efeitos, não apontando sequer um efeito negativo, ainda que sempre apontem para a necessidade de mais pesquisas...(Recentemente um pesquisador da UFRJ teve seu projeto de pesquisas sobre a AH boicotado pela diretoria daquela instituição. A mesma proibição de tapetão emperram as pesquisas da vacina ZIMDUCK)
Ora, se tão nocivo os efeitos da AH, por que os cientistas que os examinaram nunca apontaram seus malefícios? Por que não há um registro sequer destes nos ditos órgãos de saúde brasileiros e mesmo nos dos outros países? Por que a AH foi placidamente receitada por médicos no Brasil durante décadas sem que as autoridades a proibissem?
É, realmente existem muitas evidências fracas ... Mas não na sua eficácia, mas nos motivos que levaram as autoridades a banirem este tratamento sem ao menos fomentarem sequer um estudo mais aprofundado.
Da minha parte tudo que posso falar deste tratamento resume-se em uma frase: Saúde gratuita!
Já se vão mais de 44 meses de us ininterrupto deste tratamento, mais de 190 aplicações, num pequeno grupo familiar, mais de 800 aplicações e como resultado, diversas doenças abrandadas, controladas ou mesmos assintomáticas. Curadas mesmo diria leigamente eu.

Olivares Rocha

Joao disse...

Olivares:

Não é preciso historia nenhuma (chama-se a ad antiquitatem) é preciso é provas.

E as provas não se fazem em clinica de casos unicos mal descritos, sem placebo, sem serem cegos e aleatorios.

EM vez do tempo todo que perdeu a escrever esses cometarios, faria melhor em procurar ensaios clinicos com mais de 25 pessoas para controle e tratamento, duplamente cegos, aleatorios e bem descritos.

Se quer saber porque é preciso tanto trabalho para saber se uma terapia funciona veio ao blogue certo, procure nas etiquetas medicinas alternativas e farmacologia e testemunho anedotico que tem muito para ler.

Não é demais lembrar que não é por repetir muitas vezes as mesmas coisas, apelar para a antiguidade e para testemunhos anedoticos que vai provar nada.

Joao disse...

Igor:

Os ad hominem não me chateiam muito. chateia-me mais o spam. Inumeros comentários sem conteudo.

Mas é, a minha experiencia anterior com os defensores da AH, diz-me que são menos cultos e educados que os criacionistas ou os espiritas.

Andar a empurrar uma treta com testemunho anedotico, apelos à autoridade, apelos à antiguidade e numeros pequenos ja estou habituado a ver.

Se houver muito SPAM, olha, ou apago ou ignoro, logo se ve.

Eu quero é provas. MEtodologicamente correctas. Se houvesse bastava um link como argumento.

Igor Santos disse...

João, dificilmente algum dos proponentes da AHT vai buscar se informar profundamente pois a dissonância cognitiva realmente dói bastante neles, como é possível notar nos comentários dos meus artigos (linkados no seu primeiro texto acerca da AHT, pelo que agradeço).
É tão mais confortável para todos eles (ou pelo menos para a maioria vocífera) permanecer no estado congelado de conhecimento arcaico cuspido pelos defensores mais ferrenhos e tomados como Verdade.
É triste saber que existe tanta gente assim, disposta a arriscar não só a própria saúde como a saúde alheia em troca de uma crença infundada e infantil.

olivares disse...

João:
Está seguindo o pressuposto errado. Não sei se por má fé ou por inocência.
Nunca me arvorei na arrogância de querer me passar por pesquisador,cientista ou mesmo um simples médico. Sou tão somente um praticante da Auto-Hemoterapia. Faço uso dela diante dos reais benefícios que esta proporcionou a pessoas próximas, e que vem me proporcionando desde a primeira semana, lá pelos idos de maio de 2007. Não pretendo nem posso provar nada. Como disse, simplesmente tento mostrar o outro lado da moeda para, quem sabe, algum preposto da área se dignar a, ou se indignar e pesquisar ou, pelo menos, continuar as pesquisas lá do PUBMED, e da UFRJ e de tantas outras instituições, primárias incompletas sim, mas que sempre apontam para a mesma direção: a Ah funciona, é segura e eficaz.
Como? Por que? Desde quando? Isso cabe ser respondido pelos cientistas... Para isso os temos, né?
Eu me contento, feliz, com seus resultados práticos reais e palpáveis...
A mim, mais que científicos: Concretos!!!
Tenha certeza: não perdi tempo não. Sei que alguém, em algum lugar, algum dia, terá uma mente mais aberta, mais curiosa, daquelas que faz com que o novo, o surpreendente , o inusitado, o implausível venha a se tornar em algo benéfico.
Como um simples bolor, que, sob o olhar certo, se transformou no antibiótico salvador de vidas...
Ora, a cegueira de racionalidade chega ao ridículo ao tentar argumentar placebo em animais de corte, reprodutores e tantos outros, uma vez que a Ah é referendada, estudada e amplamente aplicada em Veterinária. Ou, como perguntei ao seu amigo Igor, acredita que veterinários e suas faculdades aplicam e ensinam a aplicar “placebo condicionado" nos seus clientes, animais racionais e irracionais? (a não ser que também acredite em “afinidade” veterinária com cavalo manga larga, ou hipnose bovina, ou “paixão” entre roedores e pesquisadores...)
Sobre ensaios clínicos randomizados, duplo cegos, aleatórios e outros que tais, sempre estou a cata de um. Só não consigo encontrar alguém que os banque... A minha experiência pessoal com a terapia, com sua economia em saúde e em remédios dispensados pelos médicos que os prescreveram pós AH, me dá um breve vislumbre da cau$a de tal descaso...
Sobre a necessidade destes testes, nunca pus em dúvida. Só lamento que ainda não tenham sido realizados. Se já tivessem feito tais testes, com o devido controle e seriedade, não estaríamos aqui, já que aposto todas as minhas fichas em que esta terapia seja realmente o que afirmam os médicos que a defendem, os praticantes atestam, os bichos dos veterinários sentem, as pesquisas indicam e o seu histórico registra...
Sobre repetições, lamento ter postado o mesmo final de comentário tripartido, e ter enviado erroneamente em outro post seu.
Mas, sinceramente, não me importo se apagá-los.
Sei que a verdade, mesmo oculta, não deixa de existir...
Um abraço e boa noite.
Olivares Rocha
Olivares@oi.com.br

olivares disse...

João:
Está seguindo o pressuposto errado. Não sei se por má fé ou por inocência.
Nunca me arvorei na arrogância de querer me passar por pesquisador,cientista ou mesmo um simples médico. Sou tão somente um praticante da Auto-Hemoterapia. Faço uso dela diante dos reais benefícios que esta proporcionou a pessoas próximas, e que vem me proporcionando desde a primeira semana, lá pelos idos de maio de 2007. Não pretendo nem posso provar nada. Como disse, simplesmente tento mostrar o outro lado da moeda para, quem sabe, algum preposto da área se dignar a, ou se indignar e pesquisar ou, pelo menos, continuar as pesquisas lá do PUBMED, e da UFRJ e de tantas outras instituições, primárias incompletas sim, mas que sempre apontam para a mesma direção: a Ah funciona, é segura e eficaz.
Como? Por que? Desde quando? Isso cabe ser respondido pelos cientistas... Para isso os temos, né?
Eu me contento, feliz, com seus resultados práticos reais e palpáveis...
A mim, mais que científicos: Concretos!!!
Tenha certeza: não perdi tempo não. Sei que alguém, em algum lugar, algum dia, terá uma mente mais aberta, mais curiosa, daquelas que faz com que o novo, o surpreendente , o inusitado, o implausível venha a se tornar em algo benéfico.
Como um simples bolor, que, sob o olhar certo, se transformou no antibiótico salvador de vidas...
Ora, a cegueira de racionalidade chega ao ridículo ao tentar argumentar placebo em animais de corte, reprodutores e tantos outros, uma vez que a Ah é referendada, estudada e amplamente aplicada em Veterinária. Ou, como perguntei ao seu amigo Igor, acredita que veterinários e suas faculdades aplicam e ensinam a aplicar “placebo condicionado" nos seus clientes, animais racionais e irracionais? (a não ser que também acredite em “afinidade” veterinária com cavalo manga larga, ou hipnose bovina, ou “paixão” entre roedores e pesquisadores...)
Sobre ensaios clínicos randomizados, duplo cegos, aleatórios e outros que tais, sempre estou a cata de um. Só não consigo encontrar alguém que os banque... A minha experiência pessoal com a terapia, com sua economia em saúde e em remédios dispensados pelos médicos que os prescreveram pós AH, me dá um breve vislumbre da cau$a de tal descaso...
Sobre a necessidade destes testes, nunca pus em dúvida. Só lamento que ainda não tenham sido realizados. Se já tivessem feito tais testes, com o devido controle e seriedade, não estaríamos aqui, já que aposto todas as minhas fichas em que esta terapia seja realmente o que afirmam os médicos que a defendem, os praticantes atestam, os bichos dos veterinários sentem, as pesquisas indicam e o seu histórico registra...
Sobre repetições, lamento ter postado o mesmo final de comentário tripartido, e ter enviado erroneamente em outro post seu.
Mas, sinceramente, não me importo se apagá-los.
Sei que a verdade, mesmo oculta, não deixa de existir...
Um abraço e boa noite.
Olivares Rocha
Olivares@oi.com.br

Joao disse...

Ainda não me avançou com provas e continua a escrever grandes textos sem conteudo.

Ja agora, o efeito placebo existe em veterinária, apenas é relatado por observadores externos.


Alguns animais so de estarem na minha clinica ficam mais bem dispostos - muito notoriamente.

A autohemoterapia não é amplamente usada na veterinária pelo menos na Europa e Estados Unidos.

Outra coisa. Note que não o conheço e não considero as minhas criticas pessoais. Se quiser leia o post discutir na etiqueta "abertura a discussão" para perceber como funciona a coisa aqui.

Joao disse...

Os animais de corte, (suponho que se refere a animais criados para a nossa alimentação) tambem tem de ser sugeitos a placebo.

Porque é preciso comparar a evolução da doença dos animais que fazem tratamento com aqueles que não fazem.

E porque há uma tendencia natural para confirmar positivos - isto é, o placebo funciona no pesquisador que tende a ver melhoras.

E a interação com o animal, para administrar a medicação pode só por si levar os animais a ficarem mais bem dispostos e etc.

Não tenho muito tempo para elaborar mais, mas a ideia é esta:

TEm de comparar apenas tratamento contra não-tratamento, tudo o resto, mesmo tudo, tem de ser igual. Mesmo clima, mesma interação homem-animal, etc.

E têm de ser numeros grandes porque as doenças variam naturamente e muitas são mesmo autolimitantes. So um caso de cada vez não chega.

Joel disse...

É, continuam querendo nos impor medicamentos.Não irei fazer comentários longos somente colocar meu relato na prática e não em teoria conforme o parecer proibitório do CFM.Tenho herpes genital.Meu médico receitava o anti-viral ACICLOVIR e que deve ser tomado somente uma vêz por mes.Como tinha outras recidivas no mesmo mes então ficava com o pipi machucado e não podia fazer sexo.Em fins de novembvro/2008 recebi o vídeo do Dr. Luiz Moura, li e achei correto.Comecei com as aplicações e nunca mais tive herpes.Já são 25 meses sem essa maldita recidiva, e se aguentar posso fazer agora sexo diariamente.
Que acham disso ??? Coloco meu penis à disposição do CFM,ANVISA,COFEN,SBHH, CFF e se quiserem verificar diariamente estou à disposição.Informe que cientista americano já fêz estudo com centenas de pessoas atualmente e comprovou a eficiência da AHT para essa doença.

Igor Santos disse...

Nossa. Já vi fetiche estranho, mas esse aí quebrou todos os recordes.

Joel, por favor releia as partes que dizem que "relatos anedotais não servem como prova".
E, caso não saiba o que "anedotal" significa, é exatamente isso que você acabou de fazer.

Joao disse...

Joel:

É uma doença autolimitante:

"As lesões do herpes genital costumam regredir espontaneamente, mesmo sem tratamento, nos indivíduos imunocompetentes."

aqui:

http://www.drauziovarella.com.br/Sintomas/255/herpes-genital

no entanto o virus ainda la deve estar. Pode haver recifivas. Para tua sorte custumam ser menos graves e podem não aparecer tão cedo. Ainda podes noo entanto transmitir a doença.

Mas ja estas a ver que a tua intervenção demonstra ignorancia e a razão pela qual leigos não deveriam brincar aos médicos.

Joao disse...

PS: Alem de ignorancia é uma boa demonstração de porque evidencia com pequenas amostras e sem placebo não permite concluir eficacia.

No fundo, como diz o Igor, apresentas-te evidencia anedotiva de uma caso isolado e sem controlo de placebo. Que podia ser pior?

Joel disse...

É, estranho que um médico veterinário não saiba como usar a AHT.Ignorância é de sua parte pois aceita escritos teóricos ao invés de verificar na prática os relatos.
Estou economizando aproximadamente R$ 300,00 por mes por não usar LEGALON 140, ACICLOVIR e VOLTAREM na prática e não na teoria, e assim fazem os outros hemoterápicos.Escrevo novamente:- não nos interessa estudos randomizados, multicêntricos pois ninguém quer fazer, é nosso próprio sangue que não dará patente para nenhum laboratório além de prejudica-los por não vender mais medicamentos como em meu caso.Quanto ao senhor IGOR já conhecemos seus pensamentos que é tomar champanhe com os abastados no LAGO SUL( ERENICE)em companhia de CEOS de laboratórios né.O senhor é o típico brasileiro que despreza a pobreza em benefício próprio ao contrário visito os necessitados nas favelas para levar:- comida,remédios,roupas,pagamento de creches.Quem deveria pagar isso,respondo:- O GOVÊRNO que não nos fornece:- SAÚDE, EDUCAÇÃO,SEGURANÇA,etc,etc,etc.Ao invés de criticar a AHT faça um site demonstrando a carência do povo brasileiro nessas areas.

olivares disse...

João:
Sim..sim..
O caso do amigo Joel (ri muito, o dia todo, com a sua presença de espírito, Joel) é individual.. Mas verá que os outros praticantes também relatam depoimentos muito, muito similares. Os mesmos canais por eles usados, poderiam, se houvessem, serem usados pelos possíveis prejudicados, pelos insatisfeitos com a AH.. Praticantes, claro... Mas por uma estranha coincidência, eles não os usam. Dirá um ou outro, que estes estão envergonhados, temerosos pela sua segurança. Com medo da “máfia do sangue” (sic)....
Mas temos os competentes órgãos de fiscalização sanitária e de saúde onde poderiam denunciar sem precisar se exporem...
(sobre Drauzio Varela, por quem nutria grande admiração, nada mais faz que ser garoto propaganda de interesses escusos... Médico-celebridade, Como referência definitiva, temos que ele foi à Vênus Platinada no dominical fantástico AFIRMAR, depois de profundas pesquisas científicas procedidas in loco, na hora, diante das câmeras, com pipetas, frascos e jalecos tais, que a fruta graviola alimentaria câncer... A mesma graviola que falta nas mesas brasileiras – é muito difícil achá-las à venda - foi matéria de reportagem do Globo Repórter de 2004, onde atestaram na mesma Vênus Platinada que a produção nacional vai em grande escala para Europa e Estados Unidos para tratar.. câncer. E com grande sucesso... fontes os ditos programas nos sites da Vênus Platinada e no youtube pra quem quiser realmente ver... Está ele empenhado numa cruzada contra a fitoterapia (talvez tentando aumentar a participação dos laboratórios farmacêuticos na melhora da renda do povo tupiniquim). A mesma fitoterapia que é base de 70%, eu disse, 70% dos remédios das farmácias... (mas claro, as plantinhas não estão lá. Só cópias sintéticas de suas moléculas...rendendo os devidos dividendos aos ...)

Igor Santos disse...

Joel, você disse: "Quanto ao senhor IGOR já conhecemos seus pensamentos que é tomar champanhe com os abastados no LAGO SUL"

Er... duas coisinhas quanto a isso:

1) Em *Natal*, onde eu moro, não existe "lago sul".
2) A utilização da segunda pessoa do plural me parece mais uma (defensores da AHT são especialistas nisso) ameaça velada.

Se você não sabe sequer quem eu sou e me ataca tão confortavelmente assim, eu penso o quanto você realmente sabe sobre como o mundo funciona e, invariavelmente, me decepciono.

Joel, você pode expor o seu pênis o quanto quiser ao charlatanismo mágico da auto-hemoterapia, mas preciso fazer um pedido: caso você tenha descendentes, não os exponha a coisas possivelmente perigosas só porque um amigo seu disse que é bom. Óquêi?

Beijo no coração.

olivares disse...

Auto-Hemoterapia, Dr. Fleming e os antibióticos... (53)

Publicada: 08/01/2011

Texto: Jorge Martins Cardoso (Médico)

O “Caso Tuskegee”: quando a ciência se torna eticamente inadequada. O caso Tuskegee tem sido objeto de divulgação e reflexão nestes últimos anos. Analisar um projeto de pesquisa feito no passado (1932), merece alguns cuidados. O primeiro e o mais importante deles é o de manter a adequação, dentro dos parâmetros então utilizados, e não cair na tentação de utilizar reflexões posteriores, como base para o julgamento. É fundamental utilizar os critérios contemporâneos para criticar e prevenir outras situações semelhantes.


Não foi dito aos participantes do “estudo de Tuskegee” que eles tinham sífilis, nem dos efeitos desta patologia. O diagnóstico dado era de “sangue ruim”. (5*). Esta denominação era a mesma utilizada pelos eugenistas norte-americanos, no final da década de 1920, para justificar a esterilização de pessoas portadoras de deficiências.

A inadequação inicial do estudo não foi a de não tratar, pois não havia uma terapêutica comprovada para sífilis, naquela época. A inadequação foi omitir o diagnóstico conhecido e o prognóstico esperado.

A partir da década de 50, já havia terapêutica estabelecida para o tratamento da sífilis, mas mesmo assim, todos os indivíduos incluídos no estudo foram mantidos sem tratamento. Todas as instituições dos Estados Unidos, receberam uma lista com o nome dos participantes, com o objetivo de evitar que qualquer um deles, mesmo em outra localidade, recebesse tratamento. Da omissão do diagnóstico se evoluiu para o não tratamento, e deste, para o impedimento de qualquer possibilidade de ajuda aos participantes.

Nesta época, início da década de 1950, já havia sido proclamado o “Código de Nuremberg”, (6*) que estabelecia as primeiras diretrizes éticas internacionais para a pesquisa em seres humanos. Vale lembrar que o “Código de Nuremberg” foi escrito por norte-americanos, e é parte da sentença do Tribunal de Nuremberg II, que na realidade era uma côrte militar, composta apenas por juízes norte-americanos. A Associação Médica Americana também já tinha publicado algumas normas, no sentido de proteger as pessoas envolvidas em pesquisas.

Os resultados parciais do estudo, foram aceitos para apresentação em congressos científicos, e não mereceram qualquer restrição por parte da comunidade científica.

Somente quando a repórter Jean Heller, da Associated Press, publicou no New York Times, em 26 de julho de 1972, uma matéria denunciando este projeto, é que houve uma forte repercussão social e política sobre o mesmo.

A instituição responsável pela condução do projeto, nas suas últimas etapas, foi o Centro de Controle de Doenças (CDC), de Atlanta. (7*). Em 1997 existiam apenas oito pessoas ainda vivas.

O “Caso Tuskegee” é paradigmático, pois, foi elaborado por pesquisadores supostamente preparados e com supervisão e respaldo de organismos governamentais. A não reação de editores, comisões científicas de seleção de trabalhos em congressos, e comunidade científica em geral, também pode ser responsabilizada e questionada. (5).

Comentários do escriba: 1º - A “comunidade científica” esteve envolvida nas experiências da Guatemala (gonorréia e sífilis). 2º - A “comunidade científica” esteve envolvida nas experiências dos EUA (caso Tuskegee - sífilis). 3º - A “comunidade científica” esteve envolvida em experiências na Alemanha nazista (o que veremos depois). 4º - A “comunidade científica” está envolvida na “conspiração do silêncio”, tentando desacreditar a auto-hemoterapia. Tempo perdido. A auto-hemoterapia foi uma realidade, está sendo uma realidade e continuará sendo uma realidade.

Continuaremos no próximo artigo. Os asteriscos AHT (1*), varíola (2*), pólio (3*), Geórgia (4*), “sangue ruim” (5*), Código de Nuremberg (6*), e (CDC) de Atlanta (7*), serão analisados nos próximos “capítulos”.

Joao disse...

Joel:

"É, estranho que um médico veterinário não saiba como usar a AHT"

Pois é Joel, não percebe que uma doença autolimitante não serve para mostrar eficacia num caso individual mas sabe o que um veterinario deve ou não saber. Bravo.

"Ignorância é de sua parte pois aceita escritos teóricos ao invés de verificar na prática os relatos."

Não tenho tempo, nem meios para averiguar tudo o que aparece como terapia. Por isso faço duas perguntas:

Esta compravada a eficacia em ensaios clinicos metodologicamente correctos?

É sugeita a uma rede de farmacovigilancia que evite catastrofes por efeitos adversos?

Se sim, então eu uso. A Auto-hemo não está enm aí.

Depois se querem apelar para os numeros, já vos disse que aqui na europa ninguem quer saber da autotreta.

"Estou economizando aproximadamente R$ 300,00 por mes por não usar LEGALON 140, ACICLOVIR e VOLTAREM na prática e não na teoria,"

Meu caro, nao narrou nada que não acontece caso não fizesse qualquer tipo de terapia. DEixa teu sangue em pas e abre os olhos.

Se quer ser médico vá estudar.

Joao disse...

Joel:

E ja agora, evite o ataque direto ao homem.

Não foi a mim quando diz o que um veterinario deve saber, mas sim ao Igor.

Isso não será tolerado novamente.

Joao disse...

Olivares:

Isso esta a começar a entrar no SPAM.

Não tem qualquer interesse na discussºao actual, é enorme e será apagado se não mostrar a relevancia sucintamente no proximo comentário.

olivares disse...

João:
Acho que não fiz me entender... Repiso, não tenho de provar nada. Só apresentei alguns fatos que querem manter ignorados a qualquer custo... Meus textos por mais prolixos que sejam, tem conteúdo suficiente para que se averigúem as afirmações neles contidos...
O post que enviei contendo parte do texto do médico Jorge Martins Cardoso, tem tudo a ver com o que estamos discutindo aqui: conspiração do silencio e manipulações dos fatos, semp0re com o objetivo de fazer o que vcs estão fazendo aqui: tentar ignorar e desqualificar uma terapia que está trazendo saúde de graça para seus praticantes. A século!!! Participam, desta sujeira todos que ou se vêem obrigados ou que tem medo das conseqüências financeiras com a divulgação, hoje inevitável, desta maravilhosa terapia, onde cada um vende sua consciência em troca do resguardo da sua zona de conforto!!!
E sobre spam, interprete meus coments como bem quiser, apague-os. Já disse, e o médico Jorge Martins Cardoso repisou, mesmo oculta a verdade existirá. Independente de quem não quer vê-la...
Sobre comparar tratamento com não-tratamento, temos diversos estudos veterinários, procedidos em grandes centros de pesquisas brasileiras, primários, como vc mesmo afirmou, mas que apontam que há algo além de crendices e placebo na AH...além das manipulações que insistem em proceder... Mas que há sim muito preconceito e estranha má vontade para com as possibilidades reais deste tratamento secular e sobre o qual não há sequer uma queixa formal nos ditos órgãos de saúde, sejam na Vaterinária, sejam dos homens (se quiser conhecê-los, leia o livreto que postei no link, ou use o Google). Tem inclusive uma tese de mestrado em que está consignado o amplo emprego da AH ai em Portugal e use sua perspicácia. Antigo mas é um registro...
Não considerei suas posições como ataques pessoais. Não, não quero trilhar por esta senda, que só desvirtua a discussão e nada acrescenta. Por esse ônus, já mal trilhei no site Clube Cético e com o igor. Já me bastam. Notará que se o tom da discussão partir para este tipo de apelação, declinarei de responder...
Sobre tempo, cada um faz do seu o que quiser. Meu lazer está em debater sobre a AH...
Sua premência e menosprezo não têm o condão de convencimento, nem de vaticínio. Lamento...
Somente insisto para que reconsiderem suas irascíveis posições e ao menos analisem alguns dados, algumas possibilidades, sem mente fechada pelo preconceito. Lembra-se do bolor?

Tenho labrador com displasia coxofemoral que vez por outra o atormenta. Além, da medicação alopática tradicional por um seu colega prescrito(muito cara), inseri no seu tratamento, o óleo de copaíba. Após esta inserção, sua melhora foi muito mais sensível. Alternativas... Aprender não tem prazo de validade...
Aqui no Brasil a auto-hemoterapia é amplamente estudada. Sua acessibilidade à internet poderá mostrar este fato, caso queira ver. Como deve ter uma interação mais ativa que eu com animais, e portanto e por conseqüência, deva dispor de menos medicações para tratá-los, economizará meus parcos caraminguás ($), acho que ofícios como os seus me (a ele) serão de grande valia... (desconheço placebo cruzado. Desculpe minha ignorância...).
Olivares Rocha

olivares disse...

João:
Como sua posição, irascível diante da AH, preconceituosa, pois demonstra desconhecer e nem querer conhecer tudo que se pode averiguar sobre o tema, o autoriza (?) a qualificar a Auto-hemoterapia como autotreta? Faz-me rir..
Gostaria de entender: se esta terapia, diferente de vários remédios de farmácia, não gera lucro a ninguém, não custa caro, se procedida por um enfermeiro capacitado ou gratuita é, se feita entre pessoas devidamente treinadas, como fazemos aqui em casa, como pode ser treta?
A não ser que considere qualquer procedimento não oneroso aos seus beneficiados como treta...
Ainda que a Ah gerasse dividendos aos médicos que os prescreveram, será que a comissão que os ditos filantropos laboratórios médicos pagam aos médicos a eles conveniados não seria mais lucrativo? Ou o recebimento das comissões pagas pelas farmácias aos médicos que as indicam para os seus pacientes, também não seria mais lucrativa? Ou ai em Portugal, não existem tais práticas? Aqui na minha casa somos 5 fazendo, e garanto, além do lucro em nossa saúde, onde diversas doenças estão em remissão, “coincidentemente” após o emprego da AH (KKK), só geramos lucro para a fábrica de seringas BD, considerada a melhor aqui do Brasil...
- para saber mais, se é que não se acha dono da verdade: João:
Como sua posição, irascível diante da AH, preconceituosa, pois demonstra desconhecer e nem querer conhecer tudo que se pode averiguar sobre o tema, o autoriza (?) a qualificar a Auto-hemoterapia como autotreta? Faz-me rir..
Gostaria de entender: se esta terapia, diferente de vários remédios de farmácia, não gera lucro a ninguém, não custa caro, se procedida por um enfermeiro capacitado ou gratuita é, se feita entre pessoas devidamente treinadas, como fazemos aqui em casa, como pode ser treta?
A não ser que considere qualquer procedimento não oneroso aos seus beneficiados como treta...
Ainda que a Ah gerasse dividendos aos médicos que os prescreveram, será que a comissão que os ditos filantropos laboratórios médicos pagam aos médicos a eles conveniados não seria mais lucrativo? Ou o recebimento das comissões pagas pelas farmácias aos médicos que as indicam para os seus pacientes, também não seria mais lucrativa? Ou ai em Portugal, não existem tais práticas? Aqui na minha casa somos 5 fazendo, e garanto, além do lucro em nossa saúde, onde diversas doenças estão em remissão, “coincidentemente” após o emprego da AH (KKK), só geramos lucro para a fábrica de seringas BD, considerada a melhor aqui do Brasil...
Para saber mais (se é que não se sabe o dono da verdade): Médicos lucram com a nossa doença: Pequenas doenças, grandes negócios
Em http://oagitador.wordpress.com/2010/04/19/esquema-medicos-farmacias/

Joao disse...

Olivares:

"Repiso, não tenho de provar nada. Só apresentei alguns fatos que querem manter ignorados a qualquer custo..."

Claro que tem. Pensar que pode andar para ai a dizer qeu trata isto e aquilo requer prova. Prova que sabe o que são as doenças, prova que as sabe diagnosticar e prova que sabe tratar e trate mesmo.

Depois, em relação a AHT o onus esta em quem diz que ela funciona. Quem faz a afirmaçao de algo novo é que tem de provar.

É natural que queira fugir a isso, pois como se ve não têm nada para avançar.

Factos? Quais FActos? SO de que voces repetem até a nausea a mesma lenga lenga a ver se cola?


"tem conteúdo suficiente para que se averigúem as afirmações neles contidos..."

Não, não têm, com demosntrei acima. Não apontam para nenhuma prova que seja conclusica ou sequer sugestiva. E não estou ignorando. Estou criticando o que? O balão de ar do visinho?


"O post que enviei contendo parte do texto do médico Jorge Martins Cardoso, tem tudo a ver com o que estamos discutindo aqui: conspiração do silencio e manipulações dos fatos,"

Quais factos? Não apresentaram factos que suportem a voça alegação. Até ja começas a dizer que não tens de provar nada...
Quanto a conspiração não ha nem indicios. Isso não faz sentido e não ha nada que demosntre que funciona excepto a vossa palavra.

"uma terapia que está trazendo saúde de graça para seus praticantes. A século!!!"

Pois, voces não cobram nada pelo vosso trabalho. Alguma coisa voces têm em troca. E quanto aos seculos isso não significa nada. Quer voltar para a caverna? Agradeça antes o desenvolvimento médico que permite a esperança media de vida que temos hoje e não havia há seculos atras como voce refere.

"E sobre spam, interprete meus coments como bem quiser, apague-os"

Ainda não. PAra ja estão a mostrar a vossa ignorancia, repetição e abuso tipo SPAM. Antes de apagar quero que toda a gente saiba o porque.

"Sobre comparar tratamento com não-tratamento, temos diversos estudos veterinários, procedidos em grandes centros de pesquisas brasileiras, primários, como vc mesmo afirmou, mas que apontam que há algo além de crendices e placebo na AH..."

Deve haver. Por isso é que escreve aqui textos longos sem dizer que artigos são esses. Treta.

"queixa formal nos ditos órgãos de saúde, sejam na Vaterinária, sejam dos homens (se quiser conhecê-los"

E voces ainda se queixma que estão a ocultar a vossa "verdade"? E depois fazer queixa de que? De má medicina? Isso não é medicina. So as vossas ditas "provas" trezandam a ignorancia.

"Sua premência e menosprezo não têm o condão de convencimento, nem de vaticínio. Lamento..."

Voce lamenta, mas é voce que acredita em coisas que não têm razões para qeu se acredite nelas. Não lamente meu caro. Eu sei porque deposito mais confiança numas coisas que noutras, e essa diferença marca a nossa discussão.
É só ler para ver quem tem a opinião mais bem fundametada.

Joao disse...

"lembra-se do bolor?"

REfere-se há penicilina? Acha que se usa isso so porque um homem disse que funcionava?

"Tenho labrador com displasia coxofemoral que vez por outra o atormenta. Além, da medicação alopática tradicional por um seu colega prescrito(muito cara), inseri no seu tratamento, o óleo de copaíba. Após esta inserção, sua melhora foi muito mais sensível. Alternativas... Aprender não tem prazo de validade..."

Outra pedrada. Essa doença como muitas outras tem alturas piores e outras melhores. Varia com muita coisa. Desde o tipo de actividade do cão (nadar é excelente) , ao seu peso, à predisposição genetica e à idade.

Por isso, não é possivel tirar conclusões com só um caso. E aposto que a displasia ainda la esta. Se é que a tem realmente.

"se feita entre pessoas devidamente treinadas, como fazemos aqui em casa, como pode ser treta?"

É treta porque não funciona. ´Voces estão treinadops apenas para fazer uma coisa mecanica, tipo one size fits all em que tiram sangue e poem sangue.

Não ha nada dirigido especificamente contra doença nenhuma, apenas uma resposta leucocitaria de Stress pela dor e agressão dos tecidos. Nem para usar como aporte extra de eritrocitos isso serve, pois seram todos destruidos fora dos vasos.

Olha, cansei de ler a tua resposta. Mas ja li muito até aqui e não havia nada de novo.

O meu conselho volta a ser o mesmo. Se quer ser médico ou veterinário vá estudar.

Isso é como a urinoterapia, a homeopatia, a acupunctura,etc. Apelos à credulidade e mais nada.

Igor Santos disse...

Posso estar enganado, mas creio que esse mesmo Olivares, em um dos milhões de comentários em meus posts, citou também uma conspiração contra um moto-perpétuo de um conhecido dele.

Pode até não ter sido ele (não vou me dar ao trabalho de conferir), mas esse é exatamente o tipo de mente que estamos combatendo. Pessoas desconexas da realidade, com a mente fechada e que acreditam só naquilo que não é verdade, pois o clube é mais exclusivo.

olivares disse...

“Claro que tem. Pensar que pode andar para ai a dizer qeu trata isto e aquilo requer prova. Prova que sabe o que são as doenças, prova que as sabe diagnosticar e prova que sabe tratar e trate mesmo.”
Eu não trato nada de ninguém. Não sou e nem quero ser médico. Simplesmente afirmo a quase 4 anos o que a AH faz na MINHA saúde e nas dos que me cercam e optaram em fazer uso da terapia. Isso se chama aqui no Brasil direito de manifestação. Como disse, cada um que faça usas escolhas. DO mesmo jeito vcs afirmam que a Ah é treta, picaretagem e/ou inócua, sem provas sem estudos... Me cobra provas como se pesquisador fosse... Volto a afirmar: sou somente um praticante da Ah que quer o que vcs alegam faltar a ela: reconhecimento! Portanto, não fujo de nada, nem de sua prepotência...
EU falo em provas indícios àqueles que são mais que meros administradores do conhecimento alheio. Àqueles que são os desbravadores, como os pais do menino doente do caso óleo de Lorenzo... Mas como bem disse o médico que citei, a conspiração do silencia está à toda...
Repiso, a mim basta meus 4 anos de saúde. Não espero a opinião alheia de ninguém para pensar, raciocinar e tirar minhas conclusões.
Sobre a AH especificamente, meus 4 anos de saúde me dizem ter tomado a decisão certa. A Veterinária do Brasil também chegou à mesma conclusão... já a século... O fato de a veterinária de Portugal não a aplicar, pouco significa em relação à sua eficácia. Ou a funcionalidade de algo está ligada à sua origem?
“ voces não cobram nada pelo vosso trabalho. Alguma coisa voces têm em troca. E quanto aos seculos isso não significa nada.”
Não falo por todos por não fazer parte de grupo algum. Venho aqui por livre e espontânea vontade. E falando por mim afirmo: não faço a AH em ninguém!!!
“Deve haver. Por isso é que escreve aqui textos longos sem dizer que artigos são esses. Treta.”
Se quiser, posto os links destes estudos... Mas como todo link que enviei foi barrado... Use o Google que vai achar, ou leia o livreto no link que te enviei. Eles estão todos lá...Se autorizar, elenco todos eles...Posso? Vai barrar?
(continua.... se deixarem)

olivares disse...

continuação:
“É só ler para ver quem tem a opinião mais bem fundametada.”
Ótimo!!! Leiam todos tudo que se acha em sites oficiais de Veterinária, área onde meu interlocutor é especializado, e em tantos outros sites oficias, onde está consignada a AH. Vc se baseia somente na alegada ( por vc, pois os apresentei e continua a fingir que não viu ) falta de estudos, na sua implausibilidade (sua opinião), mas não apresenta um estudo desmerecedor da terapia, um caso de ineficácia, uma prova de complicações.
Eu te enviei vários estudos, vários registros bibliográficos, as origens da AH, comprovada através de seu ressurgimento na vacina ZIMDUCK da FIOCRUZ USP e UFRJ (conhece?), diversos sites blogs fóruns etc, tudo devidamente lincado no livreto que te enviei mas vc arrogantemente ignorou.
Então, quem está encastelado na arrogância de sua ignorância? VC, que se baseia tão somente no seu desconhecimento (intencional ou não ) e na sua opinião, ou eu que te forneci todo este material?
Sua credulidade sobre a eficácia da AH não a desabilita... Pode ter certeza.
E é vc que vem alegar fundamentação sobre o que quer se achar no direito de criticar?
O mínimo que uma pessoa de bom senso deve fazer ao debater um assunto, é conhecê-lo.
“REfere-se há penicilina? Acha que se usa isso so porque um homem disse que funcionava?”
Sim, que sob o olhar curioso, menos presunçoso e arrogante, foi pesquisado, analisado, e como resultado, temos os antibióticos... Por vezes, um fato está sob nossos narizes mas torcemos o rosto para não enxergá-lo...
Sobre labrador e displasia não tirei conclusão nenhuma. Só apliquei um conhecimento secular sobre um fitoterápico brasileiro, que é alvo de sérias pesquisas na UNICAMP onde comprovaram que tem as propriedades alegadas por séculos, mas que dele ainda não conseguiram patentear um fármaco para dele colher seus direitos patenteais...
“É treta porque não funciona.”
De novo exerce sua grande capacidade de “achologia”. Tens alguma prova , algum indício de que a AH não funciona? Seria esta prova, o seu crasso desconhecimento do que seja a AH?
Já sei : sua opinião de plausibilidade é suficiente... É isso que chama de Ciência: Opinião? Aparência? Arrogância?
Seu desconhecimento sobre a AH é tão patente que quer achar uma especificidade para ela. Ora, o Sistema Imunológico Inato é especifista? Pois saiba, se é que se acha capaz, que é justamente nessa parte do S.I. que age a AH... Ativado de pronto, e não tendo de esperar até 3 dias para reagir diante de algum ataque...
“O meu conselho volta a ser o mesmo. Se quer ser médico ou veterinário vá estudar.”
Obrigado pelo conselho, mas só porque me sinto no direito de divergir de sua OPINIÃO, não preciso me formar em medicina ou Veterinária. Basta pensar, pesquisar e ler um pouco... Direito de opinião, o mesmo que vc tem... O meu tem fundamentação, ao menos...
Para saber mais, digite no Google: auto hemoterapia livreto. Nos links que achar, terá acesso a diversos estudos, pesquisas, registros históricos, até ai de Portugal, reportagens, livros, revistas, tudo com as fontes de conferência.
Claro, se tiver um tempinho..

Igor Santos disse...

Olivares escreveu: "(continua.... se deixarem)"

Ommm, pobre coitado, se acha perseguido por algumas de suas verborreias desprovidas de conteúdo são excluídas.
Tadinho dele...

Joel disse...

João, boa noite !!!

Aqui no Brasil todos os fazendeiros sabem como combater a doença do gado chamada figueira(verrugas).Fazem aplicações de AUTO-HEMOTERAPIA de 20 ml por 3 vêzes e o gado fica curado.Nenhum medicamento alopático consegue erradicar essa doença.Quanto aos relatos cada um escreve o seu quando obteve CURA ou REMISSÃO para suas doenças.Então e na prática que afirmamos isso.É obrigação e está na constituição brasileira que o SUS deve acolher qualquer terapia mesmo que não tenha comprovação até que faça os estudos(pesquisas) e comprovem sua eficiência ou não.Antes disso não podem proibir sem comprovação.E como aqui a casa é de Maria Joana qualquer um faz oque quer até distribuem seringas para os drogados não se infectarem.

olivares disse...

igor:

vc está me combatendo? Peresonalizou realmente sua ira contra a AH? Sou eu o seu algoz? kkkkkk
A mascara caiu... a ilusão de que seu combate contra a AH tem algum senso de racionalidade foi por terra...

Belo argumento. Não esperava melhore de vc...
Seus comentários acrescentam muito... realmente. Seus pensamentos são claros e lógicos. Sempre focados no a$$unto. Parabéns...o dono do blog já disse que iria censurar, então..
Se acha que meus coments são vazios, por que perde seu tempo lendo?
Esqueci, sou seu opositor.. kkkkkk
Menos, igor..Menos...

Igor Santos disse...

Olivares, eu não posso combater a AHT porque ela não existe. Seria como tentar combater fantasmas.
Eu preciso, como escravo da verdade que sou, combater aqueles que estão fazendo mal aos outros ao recomendar um tratamento inútil em substituição à ajuda correta e eficaz.

Você ou está completamente desiludido ou está espalhando informação errada de propósito.
Já ficou claro que seu Deus é Luiz Moura e que sua religião dogmática não permite que você mude de ideia, mas você poderia fazer um favor à saúde da humanidade e parar de espalhar mentiras por aí.

Ou isso também é contra seu gospel da AHT?


E, por favor, não baixe o nível neste blogue como fez no meu. Se quiser continuar me atacando, você sabe o meu email (fez até questão de espalhar aos quatro ventos causando que todos os doentes mentais do mundo tivesse acesso a ele, não foi?).

olivares disse...

O único mentiroso aqui é o que AFIRMA ser a AH picaretagem...

Eu só espalho os fatos que qualquer um pode averiguar, basta parar de atacar quem, como eu, defende o tratamento, e arranjar alguma prova tão verificável quanto as que eu apresento e que qualquer um pode alferir... Enquanto perdem tempo em acusaçõe e ataques pessoais, a Auto-Hemoterapia vem se firmando como tratamento popular seguro e eficaz... A multidão bewneficiada vai se beneficiando e os ilusórios prejudicados seguem desconhecidos...

olivares disse...

e sobre baixar nívle, seu blog é registro de sua educação. De novo joga nos outros as porcarias que profere...e faz...

Joao disse...

Olivares:

Não houve apresentação de provas.

Apenas afirmações que pretendem nem precisar de provas.

Não ha sequer necessidade de continuar a responder.

Decidiu partir para a agressão pessoal.

A partir deste post os seus comentários serão apagados.

olivares disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aldo Luiz disse...

Com todo respeito, fui um paciente da FARMÁFIA até aos 59 anos. Aos quarenta e... parecia um ciborgue... Conheço a medicina oficial, ela é uma farsa, uma fraude, e, dei alta à ela assim que conheci a Medicina Integral.
Há seis anos não compro um único remédio, não preciso tomar mais remédios, resgatei através desta medicina que NÃO VENDE REMÉDIO, E PORTANTO NÃO DÁ LUCRO À FARMÁFIA, e da minha limpeza incessante de programas e memórias, minha sanidade e liberdade de existir em paz. Simplesmente modificamos meus hábitos alimentares e minha maneira de aceitar pensar DOENÇA como um fato "verdadeiro" segundo a medicina oficial apregoa de acordo com o que lhe doutrina a FARMÁFIA. Passei a cuidar da saúde, que desde sempre todos temos e não sabemos, e não da "doença" que é o resultado do nosso PROVOCADO desequilíbrio vital.
Fiz durante dois anos seguidos auto-hemoterapia enquanto estava no processo de desvencilhar-me das intoxicações FARMAFIACEUTICAS e recomendo, os resultados são espetaculares.
Sou grato.

Joao disse...

Aldo:

A doença é tão real como a chuva ou a pedra. Vá estudar antes que faça alguma asneira.

Existem muitos medicamentos bons e que salvam muitas vidas.

O seu testemunho e opiniºao pessoal, ainda que sejam verdadeiros no conteudo não são conclusivos ou sugerem seja o que for.

Aldo Luiz disse...

Caro João
E desde quando testemunho não é opinião pessoal? Capciosos e farudulentos desde o tempo em que a Terra era plana e quem discorde vai para Guantanamo, e sempre a serviço dos dominadores escravagistas?
DOUTORES, ESPECIALISTAS e AUTORIDADES, "falam" (?), mas "falam" o que? O que os seus senhores lhes mandam falar e as (suas) organizações mundiais impõem. Este comportamento "doutoral" ou é assim ou deixam de enriquecer, ou, nem "catarão papel na rua". "_ Que os salazaristas Deuses de Ipanema nos salvem das favelas!" Nem vou mandar você estudar...
Sinto muito, sou grato.

Joel disse...

É, amigo veterinário, favor visitar o FORUM AUTO-HEMOTERAPIA.ORG onde estão colocados os escritos de meus amigos OLIVARES ROCHA e MARCELO FETHA com informações importantíssimas sobre a AUTO-HEMOTERAPIA.Lá estão os médicos que são favoráveis na PRÁTICA pois presenciaram CURA E REMISSÃO e são defensores da terapia.Tem meu texto citando só dois JORGE GONZÁLEZ RAMIREZ e LUIZ MOURA,abraços,Joel

Joao disse...

Joel:

"Lá estão os médicos que são favoráveis na PRÁTICA pois presenciaram CURA E REMISSÃO e"

Talvez queira ler tambem o meu ultimo post para ver se precebe de uma vez por todas que a palavra de uma pessoa, médica ou não, não é evidencia suficiente para avançar com uma nova terapia - é preciso estudos mais bem elaborados.

Senão a cada panca de cada médico la estavamos nos a ser submetidos a masi uma treta qualquer.

Joao disse...

Aldo:

Seja opinião ou não é irrelevante.

O que é relevante é que não é evidencia.

A evidencia ou prova tem de ser um testemunho sistematico se assim quiser dizer.

Joao disse...

Proponetnes da AHT em geral:

Quanto ao Dr. Luis Moura, naturalmente que ja li o que ele escreve e é tudo do tipo anedotico. Não tem mais que isso. Faltam evidencias mais fortes.

Fica para quando não tiver melhor para escrever porque para quem quiser mesmo pensar e ver - ja apresentei provas suficientes e já vi o que voces têm para mostrar. Não é mais que o que eu conheci quando estudei este tema a primeira vez. É insuficiente e é o qeu se espera de uma treta.

Convencidos voces nunca vão ficar.

Joao disse...

Foi apagado mais um comentário do Olivares por repetição de conteudo.

Esta moderação de comentários não se destina a ocultar informação, mas sim a impedir SPAM ainda que manual.

Comentários com nova informação pertinente não serão apagados.

Joao disse...

E quem quiser saber porque é preciso estudos cegos, com controle placebo leia aqui:


http://cronicadaciencia.blogspot.com/2011/01/porque-precisamos-de-testes-duplamente.html

A não ser que seja defensor da autohemoterapia pois não será capaz de compreender nada, ou pelo menos finge que não compreende.

olivares disse...

Se opinião é irrelevante, toda manifestação que acuse a AH de nociva e inócua é inválida, posto que não há sequer UMA prova, UM indício, um estudo que sequer mencione qualquer possibilidade de malefício proporcionado pela AH.
Tudo que resta é a ignorância com que tratam a AH, mesmo que seja inocente... Ora, se o que se busca é o bem estar, a saúde, por que negar a possibilidade da eficácia, ainda que por mecanismos divesos daqueles defendidos pelos estudos da AH? Ou o que vale são os meios não os fins de um tratamento médico? A Ah é copiada em várias terapis, Não há como negar. O PUBMED está ai para atestar tal fato. PRP, tampão sanguineo peridural, e até uma nova forma de tratar gripe suína (plasma dos sobreviventes desta virose está sendo injetado como agente curativo dos doentes desta mazela - doença desconhecida entre praticantes da AH : Anticorpos podem ajudar pacientes com forma grave da gripe suína pelo infectologista Kwok-yung Yuen, coordenador do estudo e professor da Universidade de Hong Kong. Täl procedimento, coletar plasma de um curado de uma determinada doença para levar esta imunidade ao próximo, é quase secular..

Não adianta censurar, criticar, debochar. A Verdade independe de opinião...
Sempre a mesma tática.
Depreciar as provas e os questionadores, tentar calá-los com argumentos ad hominem, mordaça e proscrição...

Menos João, menos...

(se num simples blog tratam a AH com tanto preconceito ($), imagina num centro de pesquisas... Será o pobre atrevido que quiser propor estudos sobre a AH, queimado em praça pública pelos homens de ciência que vogam hoje em dia...kkk)

Depreciam a AH mesmo que seja uma terapia secular, copiada em vários tratamentos, registrada até no PUBMED, empregada em Veterinária no Brasil oficialmente, e sob a qual não há sequer UM registro de efeitos colaterais, só de satisfação.
Se não fosse a relativa liberdade de informação de que dispomos na internet...

Criticou meu empenho em debater sobre a AH, insinuando suspeitas sobre minhas intenções...
Não me importo com sua opinião a meu respeito, desde que não ultrapasse o mínimo do respeito que exijo... Não lucro nada com a AH pois não comercializo produtos e serviços congêneres ao tratamento. Não admito é que homens que se intitulam da Ciência, sejam tão dogmáticos e tão irrascíveis com um fato... Tal atitude beira ao corporativismo mercantilista, como razão de tais posições tão pouco lógicas... Descredenciar uma possível chance de proporcionar saúde, só porque aos olhos hles parece implausível, não me parece uma atitude científica...
A Ah é originada de um princípio médico secular, a PROTEINOTERAPIA.
este procedimento se consistia em injetar alguma proteina, plasma, albumina, soro, leite etc, num músculo para proporcionar leucocitose moderada. Quando se aperceberam que a proteina mais fácil de se obter, mais segura e eficaz seria o sangue do próprio paciente, optaram pela AUTO-HEMOTERAPIA. Hoje este procedimento está sendo ressurgido na FIOCRUZ, USP e UFRJ sob o nome de vacina ZIMDUCK.
SE FALTAM ESTUDOS, QUE OS FOMENTEM. Mas negar esta possibilidade, a mim parece crime... Meus 46 meses de saudaveis aplicações da AH em mim, me confirmam esta suspeita...

Igor Santos disse...

Olivares, não se faça de doido. É óbvio que existem provas de que AHT não funciona e você sabe disso.

maurecir mafra disse...

Veja este link , depois se voce quer as provas, estão em comentários foto da biopsia, se quiser mais provas, temos centenas de depoimentos de curas de cancer e milhares em todo o mundo, não vendemos nada, damos a vida e a cura a quem desejar, com certeza mudará de opinião e tentará, assim como nós ajudar aos que necessitam, temos dezenas, talvez centenas de verdadeiros médicos como membros e visitantes em mais de 120 países.
Obrigado
http://amigosdacura.ning.com/profiles/blogs/curei-meu-cancer

Maurecir Mafra= Amigos da Cura

olivares disse...

Igor, não se faça de idiota. Pare com a proselitismo!
Apresente as provas que diz ter...
O desafio está aberto.
Apresente um prejudicado, um insatisfeito. Um registro oficial nos órgãos de saúde onde esteja consignado que o prejudicado observou mazelas decorrentes da AH...
Pode ser antigo.. Pode ser de outro país...
Fora isso, só vc mesmo que é o louco a tentar tapar o sol com peneira do preconceito, da ignorância e da manipulação...

Igor Santos disse...

Olivares, foi o Arcanjo Gabriel que me disse num sonho e disse o mesmo a você.

Agora, o meu desafio: assim como você exige de mim, exijo de você que prove a negativa. Prove que você desconhece que AHT faz mal e prove que um anjo não me forneceu essa informação num sonho.

Você foi oficialmente desafiado. Se não conseguir provar essa negativa, você é um completo idiota.
Que tal?

Igor Santos disse...

E eu poderia até apresentar insatisfeitos no seu próprio fórum do qual você me baniu (por exemplo, um senhor de idade que disse usar há três anos e ainda não ter visto efeito, mas isso foi também apagado por você, não foi?).

Na sua ilusão você acha que eu ganho dinheiro com isso, mas quem tem realmente interesses escusos aqui, hein?

olivares disse...

Igor, sua apelação está beirando ao delírio... Não tenho nenhum fórum, blog, site etc. Se foi banido de algum, o foi sem a minha ingerência, e talvez por acusar sem provas...
Nada devo a vc e nem aos seus. Tudo que afirmo está baseado em dados que qualquer um pode coletar, e sob os quais já forneci os sites, os livros de medicina, as reportagens, os depoimentos tudo disponível na internet. Inclusive sobre a origem da AH - derivada da proteinoterapia, técnica renascida do passado sob o nome de Vacina ZIMDUCK, da FIOCRUZ, USP e UFRJ.

Como prova temos diveros depoimentos, a confirmação em várias preportagens, dadas por autoridades sanitárias e médicas, diretores do CFM, ANVISA etc, de QUE NÃO HÁ REGISTRO DE MAZELAS PROVOCADAS PELA AH...
Livros de Medicina, onde a AH está consignada como tratamento... São livros antigos e novos. Brasileiros e estrangeiros...
já os forneci, mas chama isso de flood, spam e que tais para justificar a censura que tanto gosta de fazer:


Dicionários Médicos.
Dicionário Digital de Termos Médicos
Reúne termos importantes freqüentemente utilizados pelos profissionais da área de saúde.
Na atual versão (2007), foram acrescentados mais de 1500 termos em relação à versão anterior (2006). 1.02739. AUTO-HEMOTERAPIA
Tratamento com injeções de sangue do próprio paciente por via intramuscular.
http://www.pdamed.com.br
Michaelis Moderno Dicionário da Língua Portuguesa
(c) 1998 Editora Melhoramentos Ltda
Auto-hemoterapia
Tratamento feito com o sangue do próprio enfermo administrado por meio de injeções.
Grande Dicionário Brasileiro de Medicina
Editora Maltesse ,página 40
Auto-hemoterapia: método terapêutico que consiste em injetar no tecido muscular
ou no subcutâneo uma certa quantidade de sangue colhido da veia da mesma pessoa.
A auto-hemoterapia é indicada em certas moléstias, principalmente cutâneas.
Dicionário Médico Blakiston
2ª Edição Organização Andrei Editora (Edição original em inglês) página 134
Auto-hemoterapia: tratamento de uma doença com o próprio sangue do paciente,
colhido por punção venosa e reinjetado por via intramuscular.
Dicionário Ilustrado de Termos Médicos e de Saúde
Prof. Dr. Alexandre Wolkoff Ano 2005 Editora Rideel
Auto-hemoterapia: tratamento pela injeção de sangue do próprio doente.
DA BIBLIOGRAFIA APRESENTADA, DEPREENDE-SE QUE A AUTO-HEMOTERAPIA É TRATADA COMO TERAPIA, TRATAMENTO E NÃO COMO ENGODO, PLACEBO OU PICARETAGEM... DEPREENDE-SE TAMBÉM, QUE A AUTO-HEMOTERAPIA É ATUALMENTE DESCONHECIDA POR MÉDICOS, ESTUDANTES DE MEDICINA, AUXILIARES DE ENFERMAGEM E ENFERMEIROS COM POUCOS ANOS DE PROFISSÃO . MAS ELA ESTÁ REGISTRADA.
PORTANTO, NÃO É A FILHA BASTARDA QUE TANTO REJEITAM.
RESTA A PERGUNTA: A QUEM INTERESSA ESSA “AMNÉSIA” INTENCIONAL?

Arranja o e-mail deste senhor que vc alega ter usado a Ah e não observado resultado.. Acaso observou prejuízos?
Se não, ao menos constata-se a inocuidade da terapia. Afinal são 3 anos... Mas se crê em relatos, por que ignorar os milhares que atestam, até com cópias de exames, os benfazejos efeitos da AH em suas saúdes?

Se foi banido deste fórum a que me atribui propriedade, tem outros, este aqui mesmo, onde é tão idolatrado.. Apresente as provas, estudos indicativos, registros de queixas, depoimentos de praticantes, reclamações de algum médico que ateste e prove danos com a AH, enfim, alguma coisa que justifique sua insana ira contra este tratamento que pode levar saúde a todos. Inclusive a vc. Mas não sei da eficácia da AH em desequilíbrios emocionais...

Já que crê em divindades, pede ajuda pra estes seus anjos para arranjar alguma prova, algum indício... Não tem pressa, to esperando "só" a 4 anos...

Joao disse...

Olivares:

"DA BIBLIOGRAFIA APRESENTADA, DEPREENDE-SE QUE A AUTO-HEMOTERAPIA É TRATADA COMO TERAPIA, TRATAMENTO E NÃO COMO ENGODO, PLACEBO OU PICARETAGEM..."

Não, não depreende. Isso é falso.

E já o tinha dito antes, não precisa repetir (SPAM). Quer que eu volte a apagar estes comentários?

Se não quer diga qualquer coisa de novo. Eu ja expliquei porque as suas alegações são infundads. Se não compreende lamento, mas va encher de lixo e aldrabice o blogue de outro qualquer, sim?

olivares disse...

João.
Faça como bem entender. Não seria novidade censura aqui.
Se registro bibliográfico é lixo pra vc, para muitos não é. Se registro histórico clínico é lixo, não sei o que seria a sua ciência...
Realmente não compreendo. Não compreendo como tentam desqualificar este tratamento com histórico positivo, sobre a qual não pesa sequer um registro ou indício de malefícios devidamente registrado... Não compreendo como tentam ignorar tantos registros, indícios, relatos...
Não compreendo explicação baseada em proselitismo, onde deveriam haver explicações puramente científicas baseadas em averiguação e não em opinião.
Como já disse, contra, somente a opinião, sem base, daqueles que deveriam ser os primeiros a perscrutar seus efeitos para então dar aval científico, ou não, diante dos reais efeitos da terapia...
Sem considerar plausibilidade, opinião, preconceito... Ou interesses mercantilistas.

Igor Santos disse...

Olivares, você ainda não provou que não sabe que AHT não funciona. Por que?
Prefere continuar no joguinho de esconder a verdade e ficar constantemente mudando de assunto?

Igor Santos disse...

Pensei em criar o "Bingo do Olivares", com categorias como "ataque pessoal", "citações sem contexto", "apresentação de trabalhos irrelevantes", "total desconhecimento de conceitos científicos" e "mal uso da lógica", mas seria fácil demais de dar Bingo.
Cada comentário seu é recheado das mesmas coisas sempre.

Olivares, aprenda a discutir, em seguida aprenda o que é Ciência e, só então, poderemos conversar.

Beijo no coração.

olivares disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
olivares disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
olivares disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Joao disse...

"Faça como bem entender. Não seria novidade censura aqui."

Sim, isto não é a sua lixeira.

Joao disse...

A moderação de comentários por repetição autista de conteudo é a eliminação dos textos em questão.

Não se pretende diminuir a actividade do debate, mas exactamente o oposto.

Não é possivel debater o assunto com quem ignora os argumentos e repete ad nauseum as mesmas coisas.

Deixei comentários suficientes para que se possa saber o que dizem. Aliás, teste senhor debita estes textos em inumeros outros blogs pelo que naturalmente não precisa de fazer o mesmo aqui.

Joao disse...

Adicionalmente, sob a etiqueta da autohemoterapia, existem mais criticas à pseudociencia.

Para quem quiser saber porque precisamos de testes cegos, controlados, etc ver aqui:

http://cronicadaciencia.blogspot.com/2011/01/porque-precisamos-de-testes-duplamente.html

então:

Na etiqueta medicinas alternativas o texto as medicinas alternativas e as outras.

olivares disse...

O Tempo é o senhor da Razão:
Aqui no Brasil, um importante e respeitado órgão federal, EMBRAPA, atestou a eficácia da Auto-Hemoterapia contra uma grave virose, que parece muito com uma variante que aflige humanos...HPV, sendo que a ah é empregada, receitada e estudada em Veterinária há século.


EMBRAPA ATESTA A EFICÁCIA DA AUTO-HEMOTERAPIA NO TRATAMENTO DE GRAVE VIROSE

http://www.youtube.com/watch?v=YMBqTysZ6wY

SEU EMPREGO E ESTUDO EM HUMANOS É DE LONGA DATA... SÓ NÃO ENXERGA QUEM NÃO QUER...

e também neste site: http://www.infoescola.com/doencas/papilomatose-bovina/

Igor Santos disse...

Olivares, a EMBRAPA que você diz é a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária? O seu "respeitado órgão federal" é o de pesquisa agropecuária? E o CFM? E a ANVISA? Não são órgãos federais respeitados por você? Porque ambos dizem que sua vertente de misticismo não serve para nada.
E se seu melhor argumento da vez é uma matéria do Globo Rural e uma doença bovina que "parece muito com uma variante que aflige humanos", você precisa ainda estudar bastante. Ou, como você adora dizer, "procure se informar mais".
Mesmo porque o próprio veterinário, seu novo salvador de bolso, diz que a doença não pode ser passada para humanos. Mas, como sempre, você sabe melhor que ele, não é? Concorda só com o que lhe for conveniente. Aceita sem questionar a simples palavra de um veterinário num canal de TV (sem qualquer trabalho publicado a respeito), ignorando categoricamente a parte onde ele diz "nenhum tratamento tem 100% de eficácia".

Você escreve ainda, em letras maiúsculas (indicativo de alguma coisa, sem dúvida), que o "emprego e estudo em humanos é de longa data". Certo. Cobrir feridas com fezes também. Aliás, a prática é até mais antiga que a AHT.
Por isso, obviamente (caso contrário você estaria sendo inconsistente e usando dois pesos e duas medidas), você tem certeza de que o ato funciona, correto?
O fato de alguém praticar uma bizarrice e anotar o que acha que aconteceu não implica em tal bizarrice ser verdade ou, sequer, segura. Existem estudos, mas nenhum publicado, com hipótese nula, controlado e replicado.

Mas, vamos lá. Estou esperando sua "fantástica" resposta, dizendo que a Globo e um veterinário são mais do que prova suficiente.

Joao disse...

Lamento o atraso do cometário mas mais vale tarde do que nunca.

Algumas notas muito pertinentes que invalidam qualquer conclusão que se tire do video e do resumo da escola de não sei quê.

1 - Os papiloma virus causa uma doença autolimitante na maioria dos casos, pelo que não fazendo nada, também desaparece quase sempre. Por isso, não é de estranhar que desapareça quase sempre se se fizer auto-hemoterapia. Duh.

Ver mais aqui:

http://www.merckvetmanual.com/mvm/index.jsp?cfile=htm/bc/72214.htm

2 - São afirmações não referênciadas - é portante evidência anedótica - que apenas prova que existe gente (talvez veterinários até) que acredita naquilo.

Olivares Rocha disse...

Decerto. Aquele veterinário, diretor de importante instituição agropecuária procedeu a AH no animal acometido daquela doença virótica por puro diletantismo... Expôs-se ao escárnio nacional aplicando este procedimento "inócuo" pelo puro prazer de fazer-se alvo de deboches, ao aplicar esta técnica "danosa e desnecessária"... Então tá.
Seque a Ah recebendo comprovação prática, em humanos e animais... Sem ao menos UM caso de complicações... Inclusive ai em Portugal onde cada vez mais médicos, enfermeiros e praticantes voluntários depõem seus benfazejos efeitos.

Sobre bizarrices, acredito que um belo pulo no PUBMED, Lilacs entre outros se mostrem mais proficientes no registro delas que um mero debatedor leigo como eu. Aliás, uma nova variante da AUTO-HEMOTERAPIA, comercial, torna-se popular: SELPHIL... Dirá “um ou outro” que não é exatamente a AH, que tem objetivos e princípios diversos.. Mas trata-se, de fato, do emprego do sangue autólogo, injetado no doador...Sem efeitos colaterais, sem complicações... Deve ser pura "coincidência"...

Ocorre que, ainda que proscrita segue a Ah receitada em vários países, aplicada voluntariamente e não se ouve, vê ou se sabe de complicações... A Embrapa trata de animais, onde a Ah aqui no Brasil é liberada, estudada referendada e autorizada. Já a Anvisa e congêneres trata da Medicina em que poderosos interesses permeiam, dada, claro, o maior afinco e interesse individual das pessoas. Sabe-se bem quais... Vê-se o porque em cada esquina, onde se acham mais farmácias que padarias, mas não tantas lojas de produtos veterinários, que não fazem tamanho suce$$o.

Desconheço estudos registros clínicos e respaldo da efeitos em pacientes alvo desta sua "coproterapia"...

Não me arvoro como fantástico, supimpa ou outro adjetivo qualquer. Sou mero observador...e praticante voluntário e até agora muito satisfeito dos efeitos da AH. Há 5 anos, onde mais de 280 aplicações, injetaram-me mais de 1,5 litros de meu sangue nos meus músculos. Sem qualquer efeito anedótico. Somente saúde. Isso se replica em cada estudo, cada registro, cada depoente. Há século...

A a reportagem da Embrapa fala que mesmo autolimitante, esta doença pode ser mortal.
E nela, na reportagem, aplicou-se no animal, a AH como forma auxiliar...

Fatos... Não opiniões. E, repiso, a Ah é receitada estudada e prescrita em veterinária, sem queixas, de seus beneficiados humanos e animais... Assim temos que a Ah ajuda numa doença parecida com uma variante que aflige a humanos, que é virótica e que funciona... “Coincidência” ou placebo...Duh