segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Não há panaceias universais. É de desconfiar logo aí.

No site "Amigos da Cura" (1) podemos encontrar uma série de blogs (todos com o mesmo tema) com as mais incríveis promessas: Como por exemplo de que todas as doenças têm cura (2) e mesmo relatos de recuperações "fantasticas" de paralisia crónica (3). Claro que também ha um texto sobre como a Novartis pretende eliminar toda a população do mundo através da vacina na gripe, mas isso ja está batido (4). Tem muita coisa do género (5). A minha opinião é... Não!


Este tipo de promessas milagrosas, com trechos de testemunhos alegadametne escritos por pessoas que beneficiaram das terapias, cheios de emoçao, apelam sobretudo para pessoas desesperadas. Estão mais vulneraveis. Acreditam mais facilmente. E são abusadas.

Fazer este tipo de alegaçoes - e este "site" esta cheio delas - sem apresentar provas consistentes e completas e' em si um abuso. Abuso de pessoas que podem preterir melhores tratamentos a estas alegadas panaceias universais, tal qual a mitologica "banha da cobra".

E quem faz os diagnósticos? Quem é que se preocupa em saber realmente o que têm os doentes? Isso não devia ser feito por médicos qualificados?

Atrasos no tratamento e diagnostico são perigos palpáveis e com consequências potencialmente graves.  Felizmente que as doenças mais frequentes são também autolimitantes, isto é, passam sozinhas - com ou sem tretas.  Mas se passam sozinhas não precisam de tretas. E se não passam precisam de um tratamento especifico. e de acompanhamento médico a sério Não de uma coisa que dizem que dá para tudo mas que tem menos provas dadas que uma alface a competir nos 100 metros barreiras e menos plausibilidade científica que a música dos Beatles cure a lepra.

A juntar ao insulto a injuria ainda se faz menção de grandes conspiraçoes, como se as grandes farmaceuticas fossem o diabo. Claro que fazem umas asneiras, claro que fazem umas trafulhices. São regidas por homens.

Mas sao obrigadas a apresentar resultados que sustentem as afirmaçoes que fazem. Sao obrigadas a ser responsaveis por aquilo que colocam no mercado. Ou seja, fazem mais do que fazem as alternativas, que não são nem medicinas, nem alternativas a nada.


Para acabar deixo-vos com a nota final do texto de que "tudo tem cura":




" Como uma nota final: para aqueles de vocês que continuam a acreditar que a grande
mentira que a dura e ineficazes opções oferecidas pela medicina são superiores à
natureza, eu pergunto : Quando Deus se tornou um charlatão?"(2)

A questão não está nem aí. Ninguém está a sair daqui vivo e doenças não é preciso procurar por elas. Que  especie de lógica é esta? Estamos todos a viver para sempre e eu não dei por nada?


Quem quiser voltar para a idade média, tomar decisões baseadas em superstição, ter como conhecimento o "diz-que-disse", e viver a merce de  vendedores de poções da juventude - que o faça sozinho e por teimosia. Hoje há melhor. Há o conhecimento cientifico. Ignorar isso e apresentar outras verdades sem plausibilidade cientifica e sem provas tem outro nome.

Nao e' amigos da cura. E' amigos de outra coisa.



(1)http://amigosdacura.ning.com/
(2)http://amigosdacura.ning.com/profiles/blogs/toda-a-doença-tem-cura
(3)http://amigosdacura.ning.com/profiles/blogs/miastenia-gravis-diabetes
(4)http://amigosdacura.ning.com/profiles/blogs/a-vacina-ou-hemoterapia
(5)Por exemplo tratar com a mesma coisa - autohemoterapia - todo este leque de doenças:  "Cancro, diabetes, miastenia gravis, lupus, herpes"... no mesmo link de (3)
Enviar um comentário