segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Não há panaceias universais. É de desconfiar logo aí.

No site "Amigos da Cura" (1) podemos encontrar uma série de blogs (todos com o mesmo tema) com as mais incríveis promessas: Como por exemplo de que todas as doenças têm cura (2) e mesmo relatos de recuperações "fantasticas" de paralisia crónica (3). Claro que também ha um texto sobre como a Novartis pretende eliminar toda a população do mundo através da vacina na gripe, mas isso ja está batido (4). Tem muita coisa do género (5). A minha opinião é... Não!


Este tipo de promessas milagrosas, com trechos de testemunhos alegadametne escritos por pessoas que beneficiaram das terapias, cheios de emoçao, apelam sobretudo para pessoas desesperadas. Estão mais vulneraveis. Acreditam mais facilmente. E são abusadas.

Fazer este tipo de alegaçoes - e este "site" esta cheio delas - sem apresentar provas consistentes e completas e' em si um abuso. Abuso de pessoas que podem preterir melhores tratamentos a estas alegadas panaceias universais, tal qual a mitologica "banha da cobra".

E quem faz os diagnósticos? Quem é que se preocupa em saber realmente o que têm os doentes? Isso não devia ser feito por médicos qualificados?

Atrasos no tratamento e diagnostico são perigos palpáveis e com consequências potencialmente graves.  Felizmente que as doenças mais frequentes são também autolimitantes, isto é, passam sozinhas - com ou sem tretas.  Mas se passam sozinhas não precisam de tretas. E se não passam precisam de um tratamento especifico. e de acompanhamento médico a sério Não de uma coisa que dizem que dá para tudo mas que tem menos provas dadas que uma alface a competir nos 100 metros barreiras e menos plausibilidade científica que a música dos Beatles cure a lepra.

A juntar ao insulto a injuria ainda se faz menção de grandes conspiraçoes, como se as grandes farmaceuticas fossem o diabo. Claro que fazem umas asneiras, claro que fazem umas trafulhices. São regidas por homens.

Mas sao obrigadas a apresentar resultados que sustentem as afirmaçoes que fazem. Sao obrigadas a ser responsaveis por aquilo que colocam no mercado. Ou seja, fazem mais do que fazem as alternativas, que não são nem medicinas, nem alternativas a nada.


Para acabar deixo-vos com a nota final do texto de que "tudo tem cura":




" Como uma nota final: para aqueles de vocês que continuam a acreditar que a grande
mentira que a dura e ineficazes opções oferecidas pela medicina são superiores à
natureza, eu pergunto : Quando Deus se tornou um charlatão?"(2)

A questão não está nem aí. Ninguém está a sair daqui vivo e doenças não é preciso procurar por elas. Que  especie de lógica é esta? Estamos todos a viver para sempre e eu não dei por nada?


Quem quiser voltar para a idade média, tomar decisões baseadas em superstição, ter como conhecimento o "diz-que-disse", e viver a merce de  vendedores de poções da juventude - que o faça sozinho e por teimosia. Hoje há melhor. Há o conhecimento cientifico. Ignorar isso e apresentar outras verdades sem plausibilidade cientifica e sem provas tem outro nome.

Nao e' amigos da cura. E' amigos de outra coisa.



(1)http://amigosdacura.ning.com/
(2)http://amigosdacura.ning.com/profiles/blogs/toda-a-doença-tem-cura
(3)http://amigosdacura.ning.com/profiles/blogs/miastenia-gravis-diabetes
(4)http://amigosdacura.ning.com/profiles/blogs/a-vacina-ou-hemoterapia
(5)Por exemplo tratar com a mesma coisa - autohemoterapia - todo este leque de doenças:  "Cancro, diabetes, miastenia gravis, lupus, herpes"... no mesmo link de (3)

4 comentários:

Fernanda Cavassana disse...

Pois bem, dentro desse assunto temos tanto os remedios fitoterapeuticos, a base de plantas que nao tem a minima eficacia comprovada e que muitas vezes, podem ate levar a intoxicacao ou doencas cronicas em orgaos vitais como figados e rins, que tenham liberar incontroladamente essa toxicidade do organismo, como tambem, igrejas que em troca de seguidores, se dizem o Jesus da atualidade, induzindo por vezes o doente a nao seguir o tratamento adequado, como exemplo classico, temos os Testemunha de Jeova, que nao aceitam transfusao de sangue...
O mundo esta repleto de gente ignorante, que se deixa levar pelo disse me disse, pelo que o amigo da amiga de um conhecido disse. Por isso sempre digo: Ninguem precisa ser expert em ciencia, mas saber pelo menos que acender um fosforo no tanque de uma moto pra ver se tem gasolina e o cumulo da ignorancia. Da ignorancia de nao querer aplicar o que e de conhecimento subjetivo: " ah, nao vou passar merda na cara, so porque minha amiga disse que pode remover espinhas"

Joao disse...

Foi apagado um comentário do Olivares por SPAM. /Repetição, falta de pertinencia, etc.

Não se pretende ocultar informação, apenas desincentivar SPAM e fomentar a procura de argumentos e evidencias pertinentes.

Para ver comentários semelhantes ao apagado e da mesma pessoa ver os do post:

http://cronicadaciencia.blogspot.com/2011/01/autohemoterapia-fracas-muito-fracas.html

Joao disse...

Fernanda:

É isso que me faz escrever este blogue. É que não é preciso ser-se cientista (às vezes nem é suficiente), para se saber dar mais valor às coisas mais plausiveis e menos valor às que são pouco plausiveis em face de um conjunto de dados e informação que todos podemos saber.

Para o bem de todos.

olivares disse...

Se opinião é irrelevante, toda manifestação que acuse a AH de nociva e inócua é inválida, posto que não há sequer UMA prova, UM indício, um estudo que sequer mencione qualquer possibilidade de malefício proporcionado pela AH.
Tudo que resta é a ignorância com que tratam a AH, mesmo que seja inocente... Ora, se o que se busca é o bem estar, a saúde, por que negar a possibilidade da eficácia, ainda que por mecanismos divesos daqueles defendidos pelos estudos da AH? Ou o que vale são os meios não os fins de um tratamento médico? A Ah é copiada em várias terapis, Não há como negar. O PUBMED está ai para atestar tal fato. PRP, tampão sanguineo peridural, e até uma nova forma de tratar gripe suína (plasma dos sobreviventes desta virose está sendo injetado como agente curativo dos doentes desta mazela - doença desconhecida entre praticantes da AH : Anticorpos podem ajudar pacientes com forma grave da gripe suína pelo infectologista Kwok-yung Yuen, coordenador do estudo e professor da Universidade de Hong Kong. Täl procedimento, coletar plasma de um curado de uma determinada doença para levar esta imunidade ao próximo, é quase secular..

Não adianta censurar, criticar, debochar. A Verdade independe de opinião...
Sempre a mesma tática.
Depreciar as provas e os questionadores, tentar calá-los com argumentos ad hominem, mordaça e proscrição...

Menos João, menos...

(se num simples blog tratam a AH com tanto preconceito ($), imagina num centro de pesquisas... Será o pobre atrevido que quiser propor estudos sobre a AH, queimado em praça pública pelos homens de ciência que vogam hoje em dia...kkk)

Depreciam a AH mesmo que seja uma terapia secular, copiada em vários tratamentos, registrada até no PUBMED, empregada em Veterinária no Brasil oficialmente, e sob a qual não há sequer UM registro de efeitos colaterais, só de satisfação.
Se não fosse a relativa liberdade de informação de que dispomos na internet...

Criticou meu empenho em debater sobre a AH, insinuando suspeitas sobre minhas intenções...
Não me importo com sua opinião a meu respeito, desde que não ultrapasse o mínimo do respeito que exijo... Não lucro nada com a AH pois não comercializo produtos e serviços congêneres ao tratamento. Não admito é que homens que se intitulam da Ciência, sejam tão dogmáticos e tão irrascíveis com um fato... Tal atitude beira ao corporativismo mercantilista, como razão de tais posições tão pouco lógicas... Descredenciar uma possível chance de proporcionar saúde, só porque aos olhos hles parece implausível, não me parece uma atitude científica...
A Ah é originada de um princípio médico secular, a PROTEINOTERAPIA.
este procedimento se consistia em injetar alguma proteina, plasma, albumina, soro, leite etc, num músculo para proporcionar leucocitose moderada. Quando se aperceberam que a proteina mais fácil de se obter, mais segura e eficaz seria o sangue do próprio paciente, optaram pela AUTO-HEMOTERAPIA. Hoje este procedimento está sendo ressurgido na FIOCRUZ, USP e UFRJ sob o nome de vacina ZIMDUCK.

SE FALTAM ESTUDOS, QUE OS VERDADEIROS HOMENS DAS CIENCIAS OS FOMENTEM. MAS OS VERDADEIROS, NÃO OS QUE DECRETAM CIENCIA POR OPINIÃO...
Mas negar esta possibilidade, a mim parece crime... Meus 46 meses de saudaveis aplicações da AH em mim, me confirmam esta suspeita...