domingo, 2 de janeiro de 2011

A confusão dentária antropológica está na divulgação e percepção.

Os dentes encontrados recentemente nas escavações Israelitas têm ressonado nos média – e sobretudo nos comentários que originam (1) - como uma anomalia à teoria “out of africa” e mesmo à teoria da evolução. Bastou procurar o ”abstract” para perceber melhor que estes dentes não são exactamente iguais aos dentes que temos hoje, mas sim correspodendentes a uma forma mais antiga e provavelmente entre nós e os Neanderthais (com quem trocámos genes).

Para  simplificar apenas traduzo o “abstract”, que fala por si:

“Este estudo apresenta a descrição e análise comparativa de dentes deciduos e permanentes do Pleistoceno médio localizados em uma gruta em Qesem (Israel). Todos os fosseis humanos [conhecidos]foram identificados como pertencendo ao complexo cultural Acheulo-yabrudiano (AYCC) do Paleolítico inferior tardio. A idade (200 a 400 ka) dos dentes de Qesem do Pleistoceno médio, coloca-os cronologicamente antes que a maioria dos fosseis de de espécies de hominídeo previamente conhecidas do sudoeste da Ásia. Três dentes permanentes mandibulares(C1 – P4) foram encontrados em proximidade com a parte inferior da sequencia de estrados [geológicos]. As pequenas dimensões das coroas indicam um considerável grau de redução apesar das raízes serem longas e robustas. Em contraste, três dentes maxilares (I2,C1 e M3) e dois deciduos isolados que foram encontrados na parte de cima da sequencia [de estratos geológicos] são muito mais largos e mostram alguns traços de plesiomorfismo semelhantes aqueles de espécimes de  Skhul/Qafzeh. Apesar de nenhum dos dentes de Qesem mostrar uma conjunto de características de Neandertal, um pequenos conjunto de caracteres mostra afinidade com membros desta linhagem evolucionária. Contudo o balanço de evidencias sugere uma afinidade mais próxima com o material dentário de Skhul/Qafzeh, apesar de muitas destas semelhanças provavelmente representarem características de plesiomorfismo [partilha de características por via ancestral].”

A ligação para o abstract:
http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1002/ajpa.21446/abstract

(1) http://www.publico.pt/Ciências/dentes-humanos-encontrados-em-gruta-de-israel-sao-mais-antigos-do-que-homem-moderno_1473109

PS: Hoje (3-Jan-2011) a Nature traz um artigo sobre o assunto onde também critica os média e faz menção a dois bloggers que denunciam a falta de rigor das noticias: " The discrepancy between the media coverage and the paper was seized upon by science bloggers Carl Zimmer and Brian Switek, who objected to the hype around the research." aqui: http://www.nature.com/news/2010/101231/full/news.2010.700.html
Enviar um comentário