terça-feira, 14 de setembro de 2010

Precisamos mesmo de carne? E se for peixe?

Senti-me motivado para escrever este post por duas razões. Uma é que me custa cada vez mais o abate de mamíferos para alimentação. Têm cérebros grandes e sofrem como nós.

A outra razão tem a ver com a sustentabilidade. São cada vez mais os académicos a notar que os nossos hábitos alimentares vão ter de mudar, devido aos números crescentes de pessoas com hábitos demasiado carnívoros.

Encontrei um metaestudo, ou seja, um estudo que é uma revisão de outros estudos, datada de 1999 que me pareceu um bom ponto de partida (1).

Segundo eles, as pessoas que têm maior longevidade são os comedores de peixe. Depois os vegetarianos que comem leite e ovos (ovo lacto-vegetarianos). A seguir os que comem carne apenas ocasionalmente, e por último os vegetarianos estritos (Vegan), e os que comem carne à grande.

Depois deste estudo encontrei mais uns quantos, de que deixo os links no fim, que parecem apontar para que não haja diferenças fundamentais na saúde de vegetarianos e comedores de carne ou que sejam ligeiramente benéficas para estes (vegetarianos). Os críticos notam que muitas vezes os vegetarianos têm também outros hábitos saudáveis (como por exemplo não fumar )o que pode ser a explicação para os seus melhores resultados em relação a uma data de doenças.

Alguns autores sugerem que os números baixos de colesterol de uma alimentação vegetariana são a razão da melhor saúde dos vegetarianos, tal como defendido no livro “China Study” por académicos de Cornell. Esta obra tem no entanto recebido muitas criticas sérias, de que deixo no fim o link para a do blog "evidence based medicine”.

Como o cérebro é um órgão que requer muita energia, e a alimentação só com verdes me deixou um pouco na dúvida se seria bom ou mau para o desenvolvimento intelectual procurei também o que se sabia sobre o caso.

Encontrei dois estudos, um diz que as crianças mais inteligentes têm mais tendência a ser vegetarianos quando adultos e o outro, (já aqui referido a propósito da relação entre o ateísmo e a inteligência ) diz que não, que os vegetarianos são iguais aos outros.

A conclusão a que chego depois do que li é que comer mais peixe e vegetais é mais saudável que uma alimentação baseada em carne de mamíferos. Parece-me que uma alimentação estritamente vegetariana requer muitos conhecimentos de nutrição para se conseguir que seja equilibrada, por exemplo por causa da vitamina B12. Mas uma que seja à base de vegetais com ovo, leite e peixe poderá ser a melhor. Não vi esta hipótese testada, mas pode-se deduzir dos resultados que já temos das outras.

Agora a parte irónica é que se transformar erva em bife se esta a tornar insustentável (o rendimento é muito baixo), então vamos todos ser levados a uma alimentação potencialmente mais saudável, (isto é contando com os peixes de aquacultura que tem ganhos de crescimento por grama de alimentação muito bons.)

O que é claro para mim é que se uma alimentação ovo-lacto-vegetariana não é melhor ela é sem duvida pelo menos tão boa como uma em que se coma carne. Isto parece-me que esta bem estabelecido.

É no entanto difícil fazer um apanhado de vários estudos porque há imensos tipos de vegetarianos, incluindo os semi-vegetarianos que comem aves e peixe, assim como vários graus de inclusão de carne na dieta.

Por ultimo de referir que a Associação de Dietistas Americana considera o vegetarianismo adequado para todas as idades e pessoas desde que esteja formulado com conhecimento (pois… esta parte parece-me tricky), mas está o link em baixo.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Link para relação entre QI e vegetarianismo: http://news.bbc.co.uk/2/hi/6180753.stm

http://www.bmj.com/content/334/7587/245.abstract?hrss=1

Associação de dietistas americanos: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19562864

Não há diferença:

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19166134?ordinalpos=1&itool=EntrezSystem2.PEntrez.Pubmed.Pubmed_ResultsPanel.Pubmed_DefaultReportPanel.Pubmed_RVDocSum

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16441942?ordinalpos=2&itool=EntrezSystem2.PEntrez.Pubmed.Pubmed_ResultsPanel.Pubmed_DefaultReportPanel.Pubmed_RVDocSum

 (1) Estudo a dar mais longevidade a quem so come peixe. Nota que ovolacto-vegetarianos têm um sucesso parecido.:

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10479225?ordinalpos=6&itool=EntrezSystem2.PEntrez.Pubmed.Pubmed_ResultsPanel.Pubmed_DefaultReportPanel.Pubmed_RVDocSum

Quadro aqui:

http://www.ajcn.org/cgi/content/full/70/3/516S/T7

Estudo a favor de uma dieta mediterrânica com mais verduras e pouca carne (em Portugal come-se muita carne, para quem achar que por aqui se pratica uma dieta mediterrânica):

http://www.bmj.com/content/330/7498/991.full

Critica do livro “china Study” onde se refere que até o autor reconhece que os vegetarianos podem necessitar de suplementos de vitamina B12:

http://www.sciencebasedmedicine.org/?p=385
Enviar um comentário