terça-feira, 12 de abril de 2011

Áreas protegidas e Rede Natura 2000 ameaçadas pelas alterações climáticas.

É o titulo de um press-release que recebi há uns dias sobre um estudo que aponta para que as alterações climáticas venham a afectar negativamente reservas naturais importantes e que se esse factor não for compensado, teremos perda de biodiversidade.

Do press-release:


"Até 2080, 58% dos vertebrados terrestres e das plantas poderão perder condições climáticas adequadas à sua ocorrência nas áreas protegidas da Europa. Estas perdas poderão atingir 63% das espécies prioritárias presentes na Rede Natura 2000. Estas e outras conclusões são obtidas num estudo publicado na Ecology Letters, coordenado por Miguel Araújo, titular da Cátedra Rui Nabeiro/Delta do pólo da Universidade de Évora do CIBIO (Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos) e investigador principal do Museu Nacional de Ciências Naturais de Madrid. O estudo analisa, pela primeira vez, a eficácia das políticas de conservação, num contexto de alterações climáticas, para 75% dos vertebrados terrestres e 10% das plantas presentes na Europa. (....)"

Ainda do press release aproveito para salientar também:


"Este estudo confirma que o sul da Europa será mais afectado pelas alterações climáticas e que a Escandinávia e as regiões de alta montanha afectarão, negativamente, um conjunto menor de espécies."

 O estudo pode ser consultado em:

http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1461-0248.2011.01610.x/full
Enviar um comentário