quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Sensações místicas podem ser resultado de lesão cerebral

É essa a conclusão preliminar de um estudo da"Nature" em que se encontrou uma correlação entre o aumento de experiências transcendentais e a lesão de uma área especifica do cérebro.

Estes pacientes estão muito mais inclinados a dizer que se sentiam em união com a natureza ou outras pessoas, que acreditavam num poder superior ou que se sentiam desprendidas do espaço e do tempo. 

O que causa mais espanto, e notado no artigo, é que  um aspecto aparentemente tão complexo da personalidade possa estar tão intimamente ligado com uma função especifica de uma área especifica do cérebro.

Um problema com este tipo de estudos é precisamente ter de ser baseado na auto-referencia, quero dizer, os dados são dados pela boca do próprio paciente. Na "Nature" não fala disso mas provavelmente a experiência da cirurgia e da brevidade da vida ajudam a causar as alterações de personalidade.

Mesmo assim, não podemos atribuir tudo ao stress ou ansiedade . Porque foi reduzida a identificação das alterações àqueles que tinham sido lesados numa determinada área do cérebro e não noutra.

Mais própriamente no lobo parietal inferior esquerdo. (Pelos vistos o meu está intacto).

A religiosidade é no entanto encontrada associada a uma área muito mais vasta.  Tambem em termos lógicos o misticismo é uma parte mais pequena da religiosidade. Não me espanta.

Ver mais aqui:

http://www.nature.com/news/2010/100210/full/news.2010.66.html





Enviar um comentário