quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Climategate II

Mais uns emails lidos, mais uns argumentos de um lado e de outro e mais a certeza tenho que naquelas trocas de ideias e comentários não está a prova de nenhuma conspiração. Acho mesmo que a opinião que escrevi ontem é provavelmente a que corresponde a um dos piores cenarios possiveis. 

A verdade é que com a informação disponivel não é possivel concluir exatamente o que significam aqueles emails. Há investigações em curso e é prudente esperar até que os resultados dessas investigações sejam conhecidos. 

Uma das razões que me motivou voltar a escrever em tão pouco tempo sobre o dito "climategate" foi ter encontrado um site com uma data de emails catalogados, e que apesar de ser virado para uma opinião demasiado radical, me tem sido ultil, por isso deixo aqui o "link":

http://www.prisonplanet.com/bishop-hill’s-compendium-of-cru-email-issues.html

A outra foi defacto a percepção cada vez maior de que é muito cedo para concluir sequer que a informação foi manipulada. Eu acho que foi, mas pouco. Acho que a "pera foi dourada" de modo a que a mensagem fosse mais clara. Não há indicios que nada mais dramático que isso tenha ocorrido, mas compreendo agora que mesmo que isso seja um facto, não há evidencia forte que a sustenha. Queria deixar isso claro. Como disse ontem, parece-me que a unica coisa que fica provada é que existem uma rede social forte e relativamente coesa entre os protagonistas da ciencia climática. Mas quem conhece outras areas da ciência sabe que esta é a norma. O que parece que falta aqui é haver mais redes competidoras. Os cepticos têm feito um péssimo trabalho, e isso também é uma conclusão que tiro da leitura destes emails. Por vezes acertam em alguma coisa, mas vulgarmente apenas irritam os cientistas. Mas é como tudo, se derem muitos tiros à sorte, provavelmente acertam em alguma coisa. E erros existem sempre.

Outra coisa que não deixei muito claro foi porque considerei que a ciencia climática de base se matem sólida e o problema continua tão grave quanto antes.

Mesmo que o gráfico de Mann, o hockey stick, tenha sido "embelezado" e nós não estejamos a viver as temperaturas mais altas dos ultimos 2000 anos, que por exemplo estamos apenas entre as 10 mais altas ou que não se possa de todo contruir um gráfico plausivel das temperaturas para lá de 7 uo 9 seculos atrás, comtinuamos com um problema grave.

Sabemos que o CO2 aumenta a temperatura, sabemos que a temperatura média tem subido desde que a começamos a medir (excepto os ultimos 2 anos, mas esta decada em média foi a mais quente), e temos de tomar uma decisão de se podemos continuar a dizer que largar CO2 para a atmosfera como se não houvesse problema nenhum é sensato. Para mim o que não é sensato e completamente infundado é dizer que o CO2 não tem nada a haver com isto e que não há razão para parar. 

É um pouco como encontrar o virus no nariz e dizer que a rinite pode ter sido causada por outra coisa qualquer e que o virus não é o responsavel. A verdade é que a rinite pode ter sido causada por outra coisa qualquer, mas provavelemte o virus é o responsavel. E se não for o unico, provavelmente tem um papel na inflamação.

Idem para o CO2. Dizer que o CO2 está a aumentar, que as temperaturas estão a aumentar, mas que a correleção é uma coicidencia é irracional. Até porque mesmo que seja coicidente, e haja uma outra causa para o aquecimento global (o sol?), é um facto que nós só podemos estar a contribuir. É racional tentar deixar de contribuir e fazer o que podemos para não causar alterações potencialmente irreversiveis na face do planeta.

Isto se queremos estar todos vivos. Porque o fim da humanidade tambem me parece que não vai acontecer. Ainda. A ideia mesmo é que não se deixe uns milhares sem salvação.

PS: Os emails são muito interessantes. Vale a pena ler. São é imensos.

Enviar um comentário