quarta-feira, 10 de setembro de 2008

LHC e o medo.

Por toda a Internet há um crescer de comentários motivados pelo medo de que o LHC venha a destruir o planeta. De tal modo alguns queixosos eram convincentes que me comecei a sentir desconfortável. Por isso fiz o que sempre costumo fazer nestas ocasiões. Fui tentar saber mais sobre o assunto.

As minhas conclusões são as seguintes:

1 -Certezas não há.

2- Há um consenso na comunidade cientifica no sentido de o LHC não representar perigo mesmo quando for utilizado na potencia máxima. As vozes de alarme entre os cientistas são muito pontuais e diria mesmo que são isoladas ainda que com um grande impacto mediático. A segurança é inclusivamente defendida por entidades institucionais Norte Americanas que não participam no projecto e que não têm ligação ao CERN, pelo contrario.

3-Os cálculos que levam a prever o aparecimento de entidades malignas (mBN, Strangelets, etc..) estão errados. Fazem interpretações bastante incorrectas das teorias existentes e dificilmente teriam notoriedade se não estivessem a prever o fim do mundo. Mesmo se estiverem certas é de salientar que se baseiam nas mesmas teorias que dizem que estas entidades, em aparecendo, não vão representar perigo. Ou seja, é preciso rebuscar e martelar muito nas teorias actuais não só para fazer aparecer alguns destes fenómenos como para os colocar em posição de destruir a Terra.

4-Mesmo na potencia máxima o LHC não vai lidar com colisões de valores comparáveis às que acontecem naturalmente no nosso próprio sistema solar quando os planetas são bombardeados com raios cósmicos.

5-Por alguma razão fizeram o LHC 300 pés debaixo de terra. muita coisa que pode correr mal sem aparecerem buracos negros. Mesmo assim não maneira de prever que haja danos que não sejam locais.

6-Foi dada a devida atenção a estas teorias precisamente pelo cenário catastrófico que prevêem e uma nova area surgiu na Física - a ética.

7-Metaconclusão- Apesar de não haver certezas, a probabilidade de se destruir o Planeta com o LHC é abaixo da probabilidade de o mesmo acontecer por um processo natural. A possibilidade de se fazer um belo buraco no chão é um bocadinho maior.

Nota de actualização: na manha de hoje 11-Set-08 a noticia "Sucesso na primeira tentativa de funcionamento do maior acelerador do mundo" - http://http//ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1342224 -

do jornal "Publico"
http://www.publico.clix.pt/

atinge os 180 comentarios de leitores Portugueses (numero elevado mesmo para paginas internacionais), e o tema é o mesmo. Penso que o CERN vai ter de ter o trabalho de se explicar melhor. De qualquer modo fica aqui também o link para a pagina do CERN sobre a segurança no LHC:

http://public.web.cern.ch/Public/en/LHC/Safety-en.html
Enviar um comentário