quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Mitos sobre a gripe A

Via New Scientist.

Mito :A gripe A mata tanto como a outra, não mais.

R: Não se sabe realemente quanto mata a gripe A, mas os numeros normalemnte disponiveis e vulgarmente usados não podem ser comparados, pois os valores que saiem para a gripe A referem-se ao numero de casos que se tem a certeza que a gripe A foi a causa de morte. Os numeros de mortes atribuidos à gripe noutros anos são mais vagos e incluiem mais situações.

Alem disso, a gripe está a afetar as pessoas jovens e saudaveis, a que se juntarão as mortes pelo frio quando o inverno se instalar...

Mito : Se não tem febre não é gripe A:

R: Metade das pessoas afetadas não tem febre.

Mito : Só pessoas com problemas de saude são gravemente afetadas.

R: A maioria das crianças que morreram com gripe A eram saudaveis. Grande parte dos adultos tambem.

Mito : A vacina não é segura.

R: Falso. A vacina é tão segura como qualquer outra vacina. Riscos há sempre, mas quando o risco de não tomar é muito maior que o de tomar, os profissionais de saude aconselham a vacinação. Quando os riscos são muito, muito baixos é facil pesar as coisas. O fenomeno "anti-vacinação", que agora chega à vacina da gripe, é uma crença injustificada sem fundamento. (desculpem a redundancia, mas é para não deixar duvidas...)

Mito : Agora que já há vacina o problema está controlado

R: Infelizmente a vacina não chega para todos. Era bom que profissionais que estiverem em posição fulcral na dispersão da epidemia se deixassem vacinar. Vacinar serve para proteger os outros tanto quanto aos próprios.

Ver mais aqui:

http://www.newscientist.com/special/swine-flu-myths-that-could-endanger-your-life


Nota: o meu post não é uma tradução literal. É um resumo com algumas alterações. Outra coisa que nunca fica mal lembrar é que as grávidas são 4 a 5 vezes mais susceptiveis a formas graves da gripe. Devem ter ainda mais atenção e cuidados.




Enviar um comentário