terça-feira, 23 de outubro de 2012

Sismólogos presos (para satisfazer a fúria da população?).

De acordo com o que tenho lido, apenas um dos condenados a 6 anos de prisão fez afirmações demasiado confiantes de que não haveria sismo. Os outros disseram o que já se sabe. Que não se podem prever sismos  e que aumentos do gás radon e pequenos tremores de terra podem não significar nada.

Apenas um sismo foi previsto até hoje. Em todo o mundo, desde sempre. O que indica que provavelmente foi sorte.

A pena de prisão destes cientistas, que apenas fizeram o seu trabalho, e logo para 6 anos é incompreensível.

Devem ser libertados imediatamente e ilibados de qualquer acusação e ainda receber uma indemnização pelos danos pessoais causados que presumo que para já sejam devastadores.

Quanto ao individuo que disse algo no sentido de que não havia risco, deve ser visto o contexto em que disse isso. Provavelmente em situação de pressão e perante um público ansioso.

Não consigo ver a situação de outra maneira que não seja a procura de bodes expiatórios.  E a dificuldade das pessoas em geral para compreenderem que nem tudo é a preto e branco. Os sismólogos disseram cinzento, era verdade e foram presos. Toda a gente ouviu preto. E agora que se pode confirmar o que foi realmente dito e que apenas um deles foi demasiado afirmativo, vão todos presos. 6 anos, não menos.



Ler mais aqui:

http://www.newscientist.com/article/dn22412-briefing-seismologists-found-guilty-of-manslaughter.html

e aqui:

http://www.publico.pt/Ci%C3%AAncias/seis-cientistas-condenados-a-seis-anos-de-prisao-por-subestimar-riscos-do-terramoto-de-laquila-1568348



Enviar um comentário