segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Os menos humanos.

Já se sabe que os ateus são de menos confiança, (mesmo ao nível de violadores), aos olhos dos religiosos. Não que haja qualquer correlação entre ateísmo e criminalidade (*), ou ateísmo,e outros comportamentos anti-sociais...

Mas pelos vistos os ateus são também menos humanos... E isso talvez seja a origem do problema acima, já que põe em causa a dignidade e humanidade de quem não segue os seus preceitos:

«A razão mais sublime da dignidade humana consiste na sua vocação à comunhão com Deus. […] O homem é, por natureza e vocação, um ser religioso. Vindo de Deus e caminhando para Deus, o homem não vive uma vida plenamente humana senão na medida em que livremente viver a sua relação com Deus.»  
- Catecismo da Igreja Católica (1)

Isto é o que andam a ensinar a crianças demasiado novas saber melhor, e que mais tarde tenderão a não olhar tão criticamente para estes ensinamentos. Talvez até seja uma das origens de tanta desconfiança face aos ateus. Mas há mais:


«Para se reencontrar a si mesmo e reassumir a própria identidade verdadeiramente, para viver à altura do próprio ser, o homem deve voltar a reconhecer-se criatura, dependente de Deus. Ao reconhecimento desta dependência — que no fundo é a descoberta jubilosa de ser filho de Deus — está ligada a possibilidade de uma vida deveras livre e plena.»
- Bento XVI (2) 



Eu acho que isto é caso para dizer que as noticias da nossa diminuição existencial foram largamente sobrestimadas.

Os ateus e agnósticos são pessoas que têm dado muito a este mundo, de facto quase tudo o que sabemos, ao olhar para trás para a história,  mais tarde ou mais cedo passa pelo cérebro de um deles: 

Francis Krick (DNA), Svante Arrhenius (efeito de estufa), Albert Einstein (teoria atómica, teoria da relatividade, mecanica quantica), Darwin (teoria da evolução), Paul Dirac (mecânica quantica), Thomas Edison (inumeras aplicações tecnológicas), Paul Erdos (mais prolifico matemático de sempre), Richard Feyman (interpretação da mecanica quântica), Sigmund Freud (psicologia), Linus Pauling (mecância quântica), Edwin Shrodinger (mecanica quântica), Steven Weinberg (unificação de força fraca com electromagnetismo), Alan Turing (inventor do computador), Tim Berners Lee (inventor da internet), etc.

Bill Gates e Warren Buffet são ateus e são dos humanos que mais caridade fazem no mundo

Talvez a verdade seja que esta estórinha do "não crês em Deus, és menos humano", seja é uma grande treta. Ok, "talvez" não. É uma grande treta. São firmações demasiado graves (de caracter)   e pomposas para tão pouca justificação. Estava na altura de acabar com isso, não? 



Via Que Treta

(*) Eu tenho consciência que elevada religiosidade (praticante) está correlacionada com menos crime, mas a descrença pura e simples não está relacionada com criminalidade
1 - Catecismo da Igreja Católica, Primeira Parte.
2- Mensagem do papa bento XVI aos participantes no XXXIII meeting para a amizade entre os povos.



Enviar um comentário