sexta-feira, 24 de junho de 2011

Leveduras - 1 , Criacionistas 0

As leveduras, organismos unicelulares, mostram ser capazes de evoluir para organismos multicelulares caso haja pressão evolutiva para isso.

O achado cientifico vem colocar sob uma nova perspectiva esse momento crucial da evolução das formas de vida.

Afinal, talvez não tenha sido assim tão complicado.

Selecionando para reprodução as leveduras que sedimentavam mais depressa (numa solução) começaram a aparecer flocos formados por várias coladas umas às outras.

Os flocos começaram a dar origem a mais flocos e em breve começaram a aparecer funções típicas de organizações multicelulares, tais como a morte programada de células (coisa que em seres unicelulares não faz sentido nenhum). 

Mesmo que isto seja porque as leveduras tiveram um passado multicelular (como apontado por alguns críticos) e possam "relembrar" como é ser multicelular, a interpretação deste achado é sempre feita dentro do modelo evolutivo.  Isto se quisermos que tenha algum sentido racional, claro.

A única saída que estou a ver para os criacionistas é voltarem para a sua negação de racionalidade e dizer que continuam a ser leveduras e dizer "há e tal, isso de passar para ser multicelular não quer dizer nada já que não é possível acumular mais diferenças para os ancestrais."

É que se acumulam mais umas quantas coisas vai deixar de fazer sentido dizer que ainda são leveduras. E eles não querem aceitar que podemos somar 1000 juntando uma unidade de cada vez. Sugere a conversa deles que algures há um mecanismo que impede uma pressão selectiva de levar ao acumulo de mutações que respondam a essa pressão - mas tal mecanismo nunca foi descrito de melhor maneira que dizer " é o que diz a bíblia".

Mas isso parece estar na linha de outras coisas que a bíblia diz e que (no mínimo) não se devem levar à letra, como a aceitação implícita da escravatura, o geocentrismo ou a ideia que a terra é plana, ou de que não nos devemos preocupar com planos para o futuro.



Via New Scientist:

http://www.newscientist.com/article/mg21028184.300-lab-yeast-make-evolutionary-leap-to-multicellularity.html
Enviar um comentário