segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Cães que mordem.

Os cães, de um modo geral, são animais que vivem em harmonia com o ser humano, trazendo beneficio para ambas as espécies. São inumeras as qualidades dos cães e não é isso que está em causa.

Existem casos de ataques por cães, uns mais graves que outros e isso não deve ser tolerável. Queremos animais pacificos e não animais agressivos.

Muitas vezes, a culpa pode ser atribuída às condições em que o cão vive ou a aspectos circunstânciais. Fome, medo, isolamento crónico, têm sido factores identificados como factores de risco em casos isolados.

Cães com uma educação e vivencia saudavel aprendem a inibir a dentada.

E o que nos interessa saber agora, é se para além, de toda a nossa boa vontade para com a espécie canina, há ou não há cães a que é possivel prever a agressividade, pela raça, por exemplo. Começar por negar só porque é a nossa intuição e porque gostamos de cães, pode não corresponder à verdade.

Sabemos que a agressividade é passivel de ser genéticamente selecionavel, logo tem uma forte componente hereditária.

Não será de que deviamos estar a fazer listas de ataques de cães por raça e por dano causado, como fazem os norte-americanos, antes de dizer que a culpa é disto ou daquilo? Não será que deviamos aprender com o que já há feito?

Uma coisa é certa, não podemos dizer que o problema é pequeno e fingir que não passa nada. Mata crianças. E adultos.

Deixo aqui 3 estudos para que tirem as vossas próprias conclusões. Deixo já um aviso sério. Há sobre-representação de determinadas raças. Coicidência? Talvez... Tudo pode sempre ser coicidência. Aldrabice? Pois, idem.

Mas porque não ver os numeros existem com atenção e depois julgar isso:

(1)http://journals.lww.com/annalsofsurgery/Abstract/2011/04000/Mortality,_Mauling,_and_Maiming_by_Vicious_Dogs.23.aspx

(2) http://www.dogbitelaw.com/images/pdf/Dog_Attacks_1982-2006_Clifton.pdf

Update: http://www.dogsbite.org/pdf/dog-attack-deaths-maimings-merritt-clifton-2011.pdf

(3)http://www.dogbitelaw.com/images/pdf/breeds-causing-DBRFs.pdf




Enviar um comentário