sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Chamam-lhe imposto sobre a estupidez.

De acordo como o Stephen Pinker, no seu livro "How the mind Works", nos E.U.A. o dinheiro gasto em lotarias e sorteios tipo "Euromilhões" é chamado (por alguns) de "stupidity tax" - imposto sobre a estupidez.

Isto porque a probabilidade de ganhar é tão baixa, que o dinheiro gasto, para a esmagadora maioria das pessoas, é como se fosse deitado fora. Servirá  na melhor das hipoteses para beneficiar uns poucos vencedores que nada de construtivo fizeram para o receber. E claro uma outra parte vai para a organização - A soma de todos os prêmios é inferior ao dinheiro total recolhido. Tem de haver uma fatia para a parte de quem organiza.

Tal com o história da cenoura pendurada no fim de um pau à frente dos olhos do burro, a ilusão de uma "vitória" possível, leva muitos a jogar nestas coisas todas as semanas, sendo que no fim de cada ano os gastos podem chegar facilmente à centena de euros. Vejamos:

Por exemplo, gastando 2 euros por semana em jogos, em 52 semanas do ano, o total dá... 104 euros. Um verdadeiro imposto. Normalmente sacado a quem mais precisa e mais está desesperado.

Para ter uma chance muito alta de ganhar é preciso gastar mais dinheiro do que o ganho no prémio. Por isso a grande maioria das pessoas vai apenas pagar o imposto e nunca ganhar nada de jeito.

De acordo com as contas de uma matemática contactada pelo Público, a probabilidade de ganhar o jackpot do Euromilhões, é de cerca de 116 milhões para um. Ou seja, em percentagem, cerca de 0,0000008%.

Comparando com outras probabilidades:


- Para aceitar como verdadeira a existência do bosão de Higgs,  procura-se uma certeza inversa de 0.0000003 % , ou seja que a probabilidade de ser treta seja 0,0000003% (ainda um zero a menos que a probabilidade de ganhar o jackpot, portanto um numero maior )

 - Para ganhar o prémio (1 milhão de dollares) oferecido por James Randi a quem provar que possui um poder subrenatural é preciso acertar contra uma probabilidade de 1 para 1 milhão. Mais uma vez para garantir que não se chega lá só por sorte mesmo havendo muita gente a tentar. Ou seja de 0,000001%. Muito mais fácil.


 - Por exemplo, fumar um maço de cigarros por dia durante cerca de 30 anos, leva a uma probabilidade de 1% de ter cancro de pulmão aos 50 anos de idade mesmo depois de uma decada sem fumar. Mais, para um fumador de dois maços por dia sem parar, durante 50 anos, as probabilidades vão chegar a 14%. Probabilidades várias ordens de grandeza mais altas. 

- Em biologia, quando a probabilidade de um resultado observado ser devido ao acaso é  inferior a 1% (e quando haja uma explicação plausível) é aceite normalmente como suficiente para se considerar que não é por acaso.

- A probabilidade de ganhar (acertar exatamente) um lançamento com um dado de jogo é de 16%.

- A probabilidade de ganhar um "cara ou coroa" é de 50%.

Espero que isto ajude.

Via Público, aqui.

Actualizado 14:09 10-8-2012 para corrigir várias gralhas e imprecisões. E novamente às 18:18.

PS: As contas apresentadas no Público estão corretas. Não deixa de ser impressionante notar como isso aparece nos comentários como estando errado, sem o minimo de cuidado por parte dos comentadores.


Enviar um comentário